segunda-feira, 24 de julho de 2017

O ano de Kieran Dowell?


Apostas em jogadores da base são comuns. Cada vez mais os clubes têm entendido a importância de ter jovens atletas identificados com o clube que o representarão por alguns anos (ou meses). Há diversos exemplos não tão distantes que poderíamos citar: Wayne Rooney, Ross Barkley e, mais recentemente, Tom Davies. Eles e mais alguns outros vieram da base do Everton. Se destacaram, ganharam moral, conquistaram seu espaço e hoje são jogadores valiosos no mercado. Esse parece ser o caminho natural que um jovem em especial tem tomado. Kieran Dowell, cria da base dos Toffees, dá a impressão de estar pavimentando seu caminho rumo à equipe de Ronald Koeman.

O jovem de 19 anos nasceu em Orsmkirk, cidade situada a menos de 20 km de Liverpool. Ingressou na base do Everton ainda com notáveis 7 anos de idade. De lá pra cá vem conquistando seu lugar. É convocado das seleções de base da Inglaterra desde a sub16.

A última temporada foi, sem dúvidas, a melhor de sua vida. Ajudou o Everton a ser campeão da Premier League Sub23 marcando 11 gols e ainda foi campeão da Copa do Mundo Sub20 com a Inglaterra. Um feito e tanto para um jogador que tem sido fundamental onde passa. 


O atleta é um meia atacante, podendo jogar pelas pontas ou pelo centro. Mostrou, principalmente na pré temporada, que tem um potente e preciso chute de longa distância. Pode fazer uma função parecida com a que Ross Barkley vem exercendo nos últimos tempos.

Talvez seja a hora do menino ser experimentado na equipe de Koeman que mudou o perfil dos Toffees no meio da temporada passada quando começou a dar mais chances para os jovens jogadores, deixando os mais experientes nem sempre como primeira opção. O jovem talento ganhou seu primeiro contrato profissional no meio do ano passado e após a experiência adquirida na conquista desses últimos dois títulos, pode ser uma peça importante para o meio campo do Everton.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

A semana do Everton: a chegada de Martina, os empréstimos dos garotos e o amistoso contra o Twente


Destacamos os fatos mais importantes da penúltima semana de preparação do Everton antes de entrar em campo pela Liga Europa:

A contratação de Cuco Martina 




Antes de partir para o período de treinamentos na Holanda, o Everton anunciou sua sétima contratação desse janela de transferências. O lateral-direito Cuco Martina, que estava livre no mercado após ter seu vínculo com o Southampton encerrado, chegou ao clube sem custos. Martina, atual capitão da seleção de Curaçao (uma pequena ilha do Caribe), assinou um contrato de três anos.


Empréstimos de Pennington e Joe Williams


Durante a semana, dois jogadores que estavam trabalhando com o elenco principal foram emprestados para clubes que disputarão a Championship (segunda divisão). O zagueiro Matthew Pennington, de 22 anos, foi emprestado ao Leeds United e o meia Joe Williams, de 19, ao Barsley. Ambos ficarão nos clubes pelo período de uma temporada.


Preparação e amistoso na Holanda


Os três jogadores que disputaram as fases finais da Euro Sub-21, finalmente, juntaram-se ao elenco na viagem para a Holanda. Mas com apenas um dia de preparação, Pickford, Holgate e Sandro Ramíres acabaram não participando do amistoso contra o Twente na quarta-feira.


O Everton acabou vencendo por 3x0 com gols de Mirallas, Lennon e Dowell. Esse segundo amistoso exigiu um pouco mais da equipe, que atuou com mais dinâmica, principalmente, na segunda etapa. Mais uma vez o destaque vai para o garoto Dowell, autor de outro golaço. O jovem meia tem 2 gols em 2 jogos nesta pré-temporada.


Melhores momentos de Twente 0x3 Everton:

quinta-feira, 20 de julho de 2017

UEFA Europa League - Raio-x: MFK Ružomberok


Na última sexta-feira (14), foi realizado o sorteio que definiu os confrontos da terceira eliminatória da UEFA Europa League. A definição do nosso adversário ocorreu hoje, com a classificação do Ružomberok, da Eslováquia, sobre o  Brann, da Noruega. Os demais confrontos podem ser vistos aqui.

Apesar de possuir um melhor coeficiente, os Toffees farão a primeira partida em casa. Confira as datas e horários dos jogos:

27 de julho: Everton x MFK Ružomberok - Goodison Park - 16h05 (horário de Brasília)
3 de agosto: MFK Ružomberok x Everton - Štadión pod Čebrat'om - horário a ser divulgado

Mais detalhes sobre nosso adversário a seguir.


MFK Ružomberok

Nome completo: Mestský Futbalový Klub Ružomberok
Apelido: Ružo (A rosa)
Cidade: Ružomberok, Eslováquia
Fundação: 1906 (111 anos)
Estádio: Štadión pod Čebrat'om (4,876 espectadores)
Ranking UEFA: 346º
Elenco: aqui

O Ružomberok classificou-se para esta etapa da Europa League após eliminar o Vojvodina, da Sérvia, e o Brann, da Noruega, nas duas fases anteriores. É importante ressaltar que a classificação sobre o Brann ocorreu com uma vitória fora de casa por 2 a 0, após derrota por 1 a 0 em casa.

O clube possui dois títulos a nível nacional: um campeonato e uma copa, ambos conquistados no ano de 2006. Na última temporada, terminou o campeonato na terceira colocação. Em competições europeias, ainda não obteve nenhum grande êxito, sendo esta a sua quarta participação.

Será o primeiro confronto entre as duas equipes. Também não há registros de partidas do Ružomberok com outros clubes ingleses.

O elenco, em sua maioria, é composto por jogadores de nacionalidade eslovaca. Merece destaque o zagueiro Dominik Kružliak, de 21 anos. Ele já foi convocado para a seleção nacional e marcou o gol da classificação sobre o Brann.

Caso o Everton avance, ainda terá de passar pela fase de playoff, que reunirá times de maior tradição, incluindo equipes eliminadas da UEFA Champions League. Em caso de nova classificação, a vaga para a fase de grupos estará garantida.

E aí, torcedor, quais são as suas expectativas para este confronto? Deixe aí nos comentários. COYB!

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Sigurdsson e Barkley. As diferenças de dois potenciais titulares do Everton


Uma possível chegada de Sigurdsson traria mais verticalidade ao meio campo, mas pode significar a perda de posição de Barkley

O Everton FC surpreendeu a todos ao entrar nessa janela de transferência com uma força quase nunca vista na história do clube. Foram seis contratações até o momento, com a possibilidade de pelo menos mais duas ou três, de acordo com os jornais ingleses. Entretanto, duas novelas em particular se arrastam durante esse período e têm deixado os torcedores dos Toffees bastante atônitos: a possibilidade de contratação de Gylfi Sigurdsson do Swansea, e a possibilidade da venda de Ross Barkley. A chegada de um e a saída do outro traria um melhor rendimento para a equipe?

Sobre Barkley, o Tottenham Hotspurs acenou com um interesse pela compra do inglês. Porém, segundo a mídia inglesa, os Toffees pediram cerca de £50 milhões e o time de Londres se assustou. Com a chegada de novas peças para o elenco, é bastante provável que Barkley acabe perdendo espaço no XI inicial de Ronald Koeman, já que é um atleta marcado por uma incômoda instabilidade. Alternando jogos bons e ruins, o meia ainda não conseguiu ascender a um patamar que se espera dele. Porém, foi de fundamental importância para o sétimo lugar conquistado na última temporada.


Sigurdsson, por outro lado, praticamente carregou o Swansea nas costas e o arrastou para fora da zona de rebaixamento com sucesso. Foi, com certeza, o grande jogador dos Cisnes da última temporada. A equipe galesa quer manter o islandês a qualquer custo no elenco, tanto que elevou seu preço de venda para £50 milhões na tentativa de afugentar os interessados. Todavia, ao que parece, o valor não afugentou o Everton. O fim da novela é aguardado ansiosamente pelos torcedores.

Barkley é um jogador totalmente identificado com a equipe. Era torcedor desde pequeno e é amado pelos fãs do clube, mas muitas vezes se mostra displicente mesmo sendo um homem com técnica refinada. Sigurdsson parece ser mais dedicado. Seu desempenho mostra que se sobressaiu em um time com elenco muito mais limitado.

Ambos jogam em uma faixa similar do campo. Sendo meias ofensivos, o inglês ainda às vezes acaba jogando um pouco mais recuado, por isso acaba tocando mais na bola. O islandês trabalha mais a frente e toca menos na pelota, mas costuma ser mais vertical no seu jogo.

Vamos analisar a comparação abaixo, contando com Davy Klaassen também.



Nesses dados fornecidos pelo Squawka, são analisados a média de parâmetros por 90 minutos. Por exemplo, média de passes por 90 minutos, etc.

Essas estatísticas mostram o quanto Barkley – mesmo tendo jogado menos – costuma passar mais a bola do que tanto Sigurdsson como Klaassen. Em média, o inglês passa a bola quase 50 vezes por partida, enquanto o islandês passa a bola quase a metade disso, cerca de 27 vezes. Isso pode ser explicado pelo posicionamento, como já foi falado. Barkley muitas vezes recua quase o campo inteiro para ajudar na saída de bola, atua muitas vezes, como um famoso “box to box” (área a área). Sigurdsson guarda mais posição trabalhando quase sempre do meio para frente.

Em passes importantes, Barkley ainda vai um pouco melhor. Com uma média de 2.30 por jogo, ele supera os 1.60 do atleta do Swansea. Porém, por incrível que pareça, Sigurdsson leva a melhor em número de assistências. Foram 13 de Sig contra 8 de Barkley. Nesse quesito, observa-se algo interessante. A distância média dos passes de Gylfi é quase dois metros maior do que de Ross, o que explica que em sua maioria, Sigurdsson toca menos a bola, mas sempre procura jogadas mais em profundidade do que Barkley, que muitas vezes atua como um armador recuado e passa a bola lateralmente com mais frequência.

O trunfo maior de Sigurdsson está nos gols. Foram 9 contra 5. Sigurdsson chuta mais ao gol, como mostra o gráfico e é mais preciso. Com uma média de 3.11 chutes contra 2.79 de Barkley, o islandês ainda conta com cerca de 59% de precisão nos chutes contra 48% do menino inglês.

Em resumo, pode-se afirmar que seria uma maravilha poder contar com os dois jogadores no time. Caso não seja possível, Sigurdsson será um substituto à altura de Barkley. Talvez até melhor, porque, agora sem Lukaku, o meio campo dos Toffees precisará marcar mais gols para equilibrar os jogadores e ganhar suas partidas. 

sábado, 15 de julho de 2017

A semana do Everton: McGeady no Sunderland, amistoso na Tanzânia e sorteio da Liga Europa

A segunda semana de preparação do Everton foi bem movimentada. Destacamos abaixo em "curtinhas" os principais acontecimentos:


Venda de McGeady ao Sunderland


O meia Aiden McGeady foi anunciado como novo reforço do Sunderland. O Irlandês passou quase todo o período das últimas duas temporadas emprestado a outros clubes e já estava sem espaço no elenco do Everton. O valor da transferência não foi divulgado.

Viagem para a Tanzânia

O Everton viajou para a Tanzânia para a disputa de seu primeiro amistoso da pré-temporada. A viagem também tinha como objetivo aumentar o visibilidade do clube e do novo patrocinador principal, além de questões politicas, claro.

O ponto positivo fica por conta da parte social. Alguns jogadores participaram de atividades em projetos sociais na cidade de Dar es Salaam. Como a visita a uma escola para crianças cegas e a participação de um treinamento com um time de albinos.



O jogo contra o Gor Mahia disputado no Estádio Nacional não passou muito de uma exibição para a população local. É possível extrair bem pouco da partida, já que os jogadores do Everton estavam totalmente sem ritmo de jogo, alguns até mal preparados fisicamente, e o adversário era de um nível bem inferior. Os destaques ficam para o golaço de Rooney, que precisou menos de um tempo para voltar a marcar com a camisa do Everton, e também para o jovem Dowell, autor do outro golaço da partida, que decretou a vitória por 2x1.



O adversário do Everton na terceira fase eliminatória da Liga Europa


O Everton já sabe quais são seus dois possíveis adversários na terceira fase eliminatória da liga Europa. O sorteio do última sexta-feira (14) definiu que os Toffees enfrentarão o vencedor do confronto entre MFK Ruzomberok (Eslováquia) e SK Brann (Noruega). O SK Brann está com a vantagem no confronto, pois venceu a partida na Eslováquia por 1x0.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Everton apresenta seu uniforme visitante para a temporada 2017-18


Ainda na última segunda-feira (10), o Everton finalmente revelou seu segundo uniforme para a temporada 2017/18. O uniforme visitante deste período foi revelado com Wayne Rooney de modelo, logo após sua primeira coletiva após o retorno ao Clube.

Rooney vestindo a nova camisa do Everton

Com um design baseado na torre (Prince Rupert's Tower) que aparece no escudo do clube e nos portões do memorial de Goodison Park, usando um desenho sutilmente geométrico para colocar tradição em um design de uniforme moderno. O novo kit foi divulgado através da campanha #TogetherInspired, que reconhece e celebra o impacto da torcida dos Toffees em seus jogos fora de casa. O clube convidou alguns torcedores para participar da gravação do vídeo da campanha da nova camisa em Goodison Park.


"Milhares de Blues fazem viagens longas todo ano para apoiar o time, e com a nova temporada levando o time pela Europa, o Clube queria agradecer alguns de seus torcedores mais fiéis colocando-os no coração da campanha de lançamento (do uniforme)." - Anthony Little, diretor geral da Umbro.
Assim como o uniforme nº 1 desta temporada, o segundo uniforme também conta com a figura de Dixie Dean na parte de trás da camisa, além de uma linha azul contendo pequenos "diamantes" da Umbro na região das mangas. O calção aparece em um tom de cinza mais escuro, enquanto os meiões seguem a cor da camisa, com os detalhes no mesmo tom do short. O clube já vestiu-se de cinza em algumas temporadas, a mais recente sendo a de 2011-12.



O site e as lojas oficiais do Everton venderão a camisa a partir do dia 20 deste mês. Por enquanto (e como sempre, infelizmente) nada de novidades sobre vendas das camisas dos Toffees aqui no Brasil.

NUMERAÇÃO OFICIAL

Na manhã desta terça-feira (11), o clube anunciou a numeração oficial de seus jogadores para a temporada 2017/18, com diversas mudanças envolvendo novos reforços e veteranos do elenco. Confira a lista abaixo.

Como já dissemos, Rooney será o novo camisa 10 do clube
1 – Jordan Pickford
2 – Morgan Schneiderlin
3 – Leighton Baines
4 – Michael Keane
5 – Ashley Williams
6 – Phil Jagielka
7 – Yannick Bolasie
8 – Ross Barkley
9 – Sandro Ramirez
10 – Wayne Rooney
11 – Kevin Mirallas
12 - Aaron Lennon
16 – James McCarthy
17 – Idrissa Gana Gueye
18 – Gareth Barry
20 – Davy Klaassen
21 – Muhamed Besic
22 – Maarten Stekelenburg
23 – Seamus Coleman
25 – Ramiro Funes Mori
26 – Tom Davies
29 – Dominic Calvert-Lewin
30 – Mason Holgate
31 – Ademola Lookman
33 – Joel Robles
34 – Oumar Niasse