quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Pré-Jogo: Everton x Atalanta (Uefa Europa League 2017/18, fase de grupos)




O já eliminado Everton receberá amanhã (23/11) a Atalanta, em Goodison Park, apenas como uma formalidade. David Unsworth deve aproveitar a partida da Liga Europa apenas para dar ritmo de jogo a jogadores que não estão sendo muito utilizados nessa temporada.

Novidades do Everton

O Everton não contará com Jagileka, Holgate e Schneiderlin para a partida desta quinta. Todos com pequenas lesões.

Bolasie, afastado dos gramados há um bom tempo, voltou a treinar com o time principal nesta semana e deve retornar aos disponíveis no próximo mês.

Curiosidades

O Everton venceu apenas um dos seus últimos confrontos contra times italianos por competições europeias.

A Atalanta venceu apenas um dos seus últimos doze jogos fora de casa por competições europeias.

Escalações prováveis:
Everton: Pickford; Kenny, Keane, Williams e Martina; Besic, Davies, Klaassen, Lookman, Sandro Ramírez e Calvert-Lewin.

Atalanta: Berisha; Masiello, Caldara e Palomino; Hateboer, Cristante, Freuler, De Roon, Castagne; Petagna e Gomez
Transmissão: ESPN + (TV por assinatura) - 18h05 (horário de Brasília)

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Pós-Jogo: Crystal Palace 2x2 Everton (Premier League 2017/18, 12ª Rodada)



Ainda afundado na parte de baixo da tabela, o Everton foi até Londres tentar sua segunda vitória em sequência na temporada. O Crystal Palace, último colocado da Liga, deveria ser um adversário ideal para um time que busca recuperar-se no campeonato. Mas como a fase do Everton não ajuda, o máximo que equipe acabou conseguindo foi um empate.

O jogo

David Unsworth fez algumas mudanças na escalação para enfrentar o Palace. O técnico promoveu a entrada de Lookman e Lennon, além do retorno de Schneiderlin. As mudanças deixaram o time com uma cara mais ofensiva, mesmo sem ter Rooney, o principal goleador da temporada até então.

Não houve tempo para que as mudanças pudessem ser colocadas à prova sem a necessidade de correr atrás do marcador, já que o Palace abriu o placar com um minuto de jogo com McArthur.

Por sorte e uma forcinha do árbitro, o Everton conseguiu empatar quatro minutos depois. Niasse fez jogada individual e foi ao chão dentro da área. O árbitro acabou marcando a penalidade, no mínimo, duvidosa para os Toffees. Baines foi para a cobrança e converteu.

Mesmo empatando cedo, o Everton não conseguiu se estabilizar na partida. O Palace passou o primeiro tempo inteiro no campo de ataque, mas sem levar tanto perigo para a meta de Pickford, é verdade.

Aos trinta e cinco, em uma de suas investidas pelas pontas, Ward cruzou rasante da direita e Zaha completou sozinho para desempatar a partida.

O Everton até tentou pressionar um pouco nos minutos seguintes, mas sem muita inspiração.

Como o Everton não conseguia fazer o trabalho, o empate acabou saindo em uma falha da defesa do Palace. Speroni, pressionado por Niasse, saiu driblando em sua área e passou para Dann. O zagueiro bobeou alguns segundos com a bola no pé, o que foi o suficiente para ser desarmado por Gueye. A bola sobrou para Sigurdsson só servir Niasse para empatar a partida. Foi o quinto tento do senegalês na temporada.

Niasse comemorando o gol de empate do Everton
O placar de 2x2 e a fraca atuação na primeira etapa não agradaram o professor Unsworth, que retornou do intervalo com duas alterações. Davies na vaga de Schneiderlin e Calvert-Lewin na de Lookman.

As mudanças surtiram efeito e o Everton conseguiu ficar mais com a bola na segunda parte do jogo.

Cada equipe ainda teve uma boa chance de marcar. Calvert-Lewin desperdiçou a do Everton, após boa jogada entre Baines e Sigurdsson pela esquerda. E Benteke não aproveitou falha de Keane para finalizar o goleiro Pickford e bateu para fora.

O placar de 2x2, apesar de jogar fora de casa, não ficou de bom tamanho para Everton, que perdeu uma boa chance de subir na tabela e engatar uma sequência de vitórias.

Na próxima rodada o Everton recebe o West Ham em Goodison Park, mas antes ainda enfrenta a Atalanta, também em casa, em jogo onde apenas cumprirá tabela pela Liga Europa.

Estatísticas


Palace
Everton
Posse de bola
69%
31%
Chutes
16
8
Chutes na meta
7
5
Escanteios
9
4
Faltas
9
26
Cartões amarelos
2
3
Cartões vermelhos
0
0

Gols da partida: http://espn.uol.com.br/video/744187_em-jogo-da-parte-de-baixo-da-tabela-everton-so-empata-com-o-lanterna-crystal-palace-na-premier-league

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Pré-Jogo: Crystal Palace x Everton (Premier League 2017/18, 12ª Rodada)



Após pausa para a data FIFA, a Premier League está de volta com a décima segunda rodada.
O Everton viaja para a capital Londres, onde duela com o Crystal Palace para manter o bom momento depois da incrível virada sobre o Watford.

Os Eagles ocupam a última posição na tabela (4 pontos) e também seguem desesperados em busca de uma rápida reação.

Palavra dos treinadores:

Unsworth:
"Nós passamos a mensagem para os atletas sobre a grande meia hora de futebol que proporcionou a virada contra o Watford. O posicionamento no campo de ataque, a bravura e força no combate e a positividade da equipe devem permanecer."

Hoy Hodgson: "Eu conheço bem o futebol de Baines, Jagielka, Barkley e Rooney dos tempos de seleção, mas a verdade é que isso não me garante vantagens para o duelo que se apresenta."


Curiosidades:

Só uma das cinco vitórias do Crystal Palace contra o Everton aconteceu no seu estádio, Selhurst Park,
1x0, em outubro de 1994.

Se o Palace sair derrotado igualará o pior inicio de campanha da história da Premier League. Atualmente a marca negativa é dividida entre o QPR e o próprio Everton.

Os 4 gols marcados por Oumar Niasse na Liga já garantiram 5 pontos aos Toffees.
Nenhum jogador na Premier League tem uma marca tão valiosa para o seu clube.


Niasse tem sido importante mesmo vindo do banco na maioria dos jogos.

Prováveis escalações:

Crystal Palace: Speroni, Fosu-Mensah, Dann, Sakho e Ward; Schlupp, Cabaye, Milimojevic e Townsend; Zaha e Benteke.
Técnico: Hoy Hodgson.

Everton:
 Pickford, Kenny, Keane, Jagielka e Baines; Gana Gueye, Baningime e Davies; Sigurdsson, Rooney e Niasse.
Técnico: David Unsworth.

Árbitro: Anthony Taylor
Data: 18/11/2017
Local: Selhurst Park
Transmissão: Watch ESPN

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Brazilian Toffees: Viktor Oliveira

O participante da vez na nossa sessão de entrevistas com os torcedores brasileiros do Everton é o piauiense Viktor Oliveira.
(Obs: a entrevista foi feita antes do início da temporada)

De onde é e quantos anos tem?
Sou de Teresina, Piauí, e tenho 23 anos.

Quando começou a torcer pelo clube e qual foi o motivo?
Se não me engano, comecei a acompanhar o time na temporada 2007-2008 e, diferente da maioria, numa derrota por 2x0 pro United em Old Trafford hahaha logo simpatizei com o clube e passei a acompanha-lo.

Tem algum jogo marcante do clube na memória?
Ah, sem dúvidas, um jogo marcante não só para mim como pra todos os Evertonians no seculo, é o que vencemos o derby na prorrogação com gol de Gosling haha foi demais.

Dan Gosling comemorando o gol da classificação do Everton sobre o Liverpool pela FA Cup de 2009
Qual é o seu jogador favorito que já atuou pelo Everton? E do elenco atual?
Meu jogador favorito de sempre no Everton ainda joga pelo time, nosso Leitão: Leighton Baines.

O que o Everton significa na sua vida?
Ah, o Everton é um amor que me tomou gradativamente, de um time que iria acompanhar apenas, se tornou algo enorme, que acompanho o dia a dia e todos os jogos, nunca esperei torcer pra um time na Europa e hoje posso dizer que torço e sou apaixonado pelo EFC.

Quais são as suas expectativas para a próxima temporada?
Depois de muito tempo, acho que não temos como ficar mais empolgados pra uma temporada como essa. O time que era conhecido como ótimo vendedor, mas que gastava pouco, passou a investir e investir bem. Contratações foram feitas e acredito que mais virão e entraremos bem fortes pra brigar no topo em todas as competições. Além disso, vai ser demais acompanhar a volta do Rooney a sua casa.

sábado, 11 de novembro de 2017

Pós-Jogo: Everton 3x2 Watford (Premier League 2017/18, 11ª Rodada)



O Everton recebeu o Watford, no último domingo (05/11), em Goodison Park buscando sair da zona de rebaixamento. Durante boa parte do jogo, parecia que o cenário padrão desta temporada iria repetir-se mais uma vez. Os visitantes largaram na frente abrindo dois gols vantagem. E quando tudo indicava mais um fracasso da equipe, os homens de azul conseguiram buscar uma virada improvável nos minutos finais do jogo.

O jogo


Mesmo jogando em casa, David Unsworth repetiu sua escalação com três volantes no meio de campo. Keane, recuperado, retornou para a zaga, mas no lugar de Williams. E Niasse ficou com a responsabilidade de definir as jogadas ofensivas da equipe.

O primeiro tempo acabou sendo bem morno. Nenhuma das equipes parecia buscar o ataque. Esperavam apenas os erros do adversário para tentar criar algo. Apenas duas chances foram criadas na primeira parte. Baines desperdiçou contra-ataque do Everton ao finalizar em cima do goleiro Gomes, quando tinha clara chance de abrir o placar. E Richarlison finalizou na rede pelo lado de fora, após ter driblado Pickford, desperdiçando a oportunidade do Watford.

Ambas as equipes retornaram sem alterações para a segunda etapa, mas não deu nem tempo de saber se a dinâmica de jogo iria mudar, já que Richarlison abriu o placar logo no primeiro minuto. O Everton acabou sentindo o gol e mal conseguiu levar perigo à área do Watford até a metade do segundo tempo.

Aos sessenta e cinco, Cleverley cobrou escanteio e Kabasele ampliou para os visitantes. Devido ao rendimento da equipe nesta temporada, esse segundo gol deveria significar o fim de qualquer chance de vitória dos Toffees. Surpreendentemente não foi o que aconteceu.

Dois minutos após o segundo gol, Niasse foi lançado para disputar com Holebas e acabou ganhando. O goleiro Karnezis, que havia entrado no lugar de Gomes, saiu mal do gol e foi driblado pelo atacante. Kabasele ainda cometeu pênalti em Niasse no lance, mas como na queda a bola acabou batendo no senegalês e indo para as redes, o juiz apenas confirmou o tento.

O gol incendiou o time e a torcida. Unsworth promoveu a entrada de Calvert-Lewin no lugar de Rooney e passou a jogar com dois centroavantes. Mudança que foi premiada com o gol de Calvert-Lewin aos setenta e quatro. O jovem atacante completou de cabeça escanteio cobrado por Baines e empatou a partida.

Calvert-Lewin subindo de cabeça para empatar a partida
O Everton passou a atacar mais, o que proporcionou alguns contra-ataques perigosos para o Watford. O jogo estava totalmente aberto naquele momento. Qualquer equipe poderia marcar o gol da vitória. Felizmente, foi o Everton quem conseguiu a virada.

Lennon, que havia acabado de entrar no lugar de Sigurdsson, recebeu bom passe de Davies na entrada da área e já dominou tirando Holebas. O lateral adversário escorregou e acabou derrubando o ponta do Everton. Pênalti para os Toffees aos noventa minutos de jogo. Baines foi para a bola e, claro, converteu: 3x2 e explosão da torcida em Goodison Park.

O jogo ainda teria mais doze minutos de acréscimos devido aos atendimentos de Gomes e Kabasele durante o tempo regulamentar. Tempo adicional que permitiu que o Watford ainda tivesse um pênalti marcado a seu favor aos noventa e nove minutos. Mas em um dos raros dias de sorte para o Everton, Cleverley foi a para a bola e jogou para fora.

Quando o árbitro apitou o fim de jogo a comemoração parecia de um jogo eliminatório. Jogadores se abraçando e torcida ficando no estádio para cantar para o time.

A incrível vitória de virada tirou o Everton da zona de rebaixamento e trouxe um pouco mais de tranquilidade para David Usworth (ou um futuro novo técnico) trabalhar.

O Everton retornará a campo daqui a uma semana, quando visitará o Crystal Palace em Londres no dia 18.

Estatísticas


Everton
Watford
Posse de bola
38%
62%
Chutes
9
11
Chutes na meta
5
3
Escanteios
2
5
Faltas
14
12
Cartões amarelos
0
2
Cartões vermelhos
0
0

Gols da partida: http://espn.uol.com.br/video/740878_richarlison-marca-mas-everton-vira-sobre-o-watford-e-deixa-zona-de-rebaixamento-da-premier-league

sábado, 4 de novembro de 2017

Pré-Jogo: Everton x Watford (Premier League 2017/18, 11ª Rodada)



O começo de trabalho de David Unsworth não tem sido fácil. São três derrotas em três jogos. Sete gols tomados e apenas um marcado, nos acréscimos, contra o Chelsea. Os jogos contra Chelsea, Leicester e Lyon, todos fora de casa, foram desafios difíceis para quem estava chegando no comando técnico. 

Neste domingo, o treinador, por hora, interino terá sua melhor chance de mostrar que pode fazer a equipe evoluir durante a temporada. O Watford, mesmo fazendo uma boa temporada, passa longe de ser um adversário a ser temido. O Everton precisa fazer seu elenco mais forte e a força de sua casa prevalecerem sobre a equipe de Marco Silva.

Novidades das equipes

Após serem poupados na partida de meio de semana, pela Liga Europa, Baines, Jagielka e Rooney voltam a ficar disponíveis no elenco. Já o zagueiro Keane permanece como dúvida. Martina, que sofreu uma queda feia na partida contra Lyon, ficará afastado por um tempo enquanto recupera-se.

Já o Watford não contará com o atacante Deeney, que foi expulso na última rodada. Além dele, também estão fora os lesionados Pereyra, Prodl e Kaboul.

Curiosidades

O Watdford conquistou apenas um ponto contando as últimas dez vezes em que visitiou o Goodison Park. Foram nove derrotas e um empate.

Apenas dois jogadores diferentes (Rooney e Niasse) marcaram pelo Everton nesta temporada da Liga. O time está em último, junto com Crystal Palace, nesta estatística.

Escalações prováveis

Everton: Pickford; Kenny, Keane (Williams), Jagielka e Baines; Gana Gueye, Davies e Baningime; Rooney, Mirallas e Calvert-Lewin.

Watford: Gomes; Femenía, Kabasele, Britos e Holebas; Doucouré, Cleverley, Capoue, Richarlison, Carrillo e Gray.

Transmissão: Watch ESPN (internet) - 14h30m (horário de Brasília)