sexta-feira, 21 de abril de 2017

Pré-Jogo: West Ham x Everton (Campeonato Inglês 2016/17, 34ª rodada)


Sem muitas aspirações na temporada, o Everton visitará o West Ham nesse sábado (22) por partida válida pela trigésima quarta rodada do Campeonato Inglês. Com a vaga na próxima Liga Europa praticamente garantida e dois jogos a mais que Arsenal e Machester United, seus concorrentes por uma posição melhor na tabela, resta à equipe de Ronald Koeman usar os jogos restantes para mostrar a força do elenco que servirá de base para a próxima temporada. A equipe não vem conseguindo, nem de perto, repetir suas atuações dentro de Goodison Park, quando sai de seus domínios. A partida contra o Hammers é uma boa oportunidade de mostrar que o Everton também pode fazer grandes jogos longe de casa.


Novidades das equipes

Jogador do West Ham, Enner Valencia não poderá atuar contra o clube ao qual está vinculado
Enner Valencia, jogador do West Ham emprestado ao Everton, ficará de fora dos relacionados por questões contratuais. Besic atuou por noventa minutos nesta sexta (21) no empate entre Chelsea 2x2 Everton pela Premier League sub-23 e, apesar de não retornar para a partida deste sábado, deve voltar aos relacionados nas próximas rodadas.

Pelo lado do West Ham, Andy Carrol e Sam Byram foram as adições desta semana a lista de machucados do técnico Bilic, que já conta com Michail Antonio, Obiang e Ogbonna. Já Mark Noble ficará de fora cumprindo seu segundo jogo de suspensão. Reid e Sakho são dúvidas e podem aparecer como novidades entre os relacionados.

Curiosidades

O West Ham só venceu um dos seus últimos dezessete confrontos contra o Everton. Cinco empates e onze derrotas completam os resultados.

O Everton não perde um confornto fora de casa para o West Ham desde abril de 2007.

Romelu Lukaku marcou nos últimos nove confrontos contra os Hammers.

Escalações prováveis

West Ham: Rhandolf; Reid, Collins e Fonte; Fernandes, Lanzini, Kouyaté e Cresswell; Ayew, Snodgrass e Sakho.

Everton: Robles; Holgate, Williams, Jagielka e Baines; Gana Gueye, Schneiderlin e Davies; Barkley, Mirallas e Lukaku.

Transmissão
ESPN Brasil (TV por assinatura) - 10h50 (horário de Brasília)

terça-feira, 18 de abril de 2017

Pós-Jogo: Everton 3x1 Burnley (Campeonato Inglês 2016/17, 33ª rodada)

Barkley foi pivô de polêmica com o The Sun
No último sábado (15), o Everton mostrou novamente sua força dentro do Goodison Park e bateu o Burnley por 3x1. Os Toffees chegaram aos 57 pontos, mesma pontuação do Arsenal, que tem dois jogos a menos.

O jogo

A partida não começou muito bem para o Everton. Os mandantes estavam esbarrando na forte marcação do Burnley, que por sua vez, levava perigo quando chegava ao ataque. Aos 17 minutos, Keane cabeceou no contrapé de Robles, mas Barkley evitou, em cima da linha, o gol dos visitantes.

O Everton tentou responder com Lukaku e Gueye, mas os chutes pararam em Heaton. Aos 33, após chutão da zaga, Vokes recebeu nas costas de Jagielka e tentou bater na saída de Robles, mas o espanhol fez a defesa.

Homenagens ao 28º aniversário da tragédia de Hillsborough
Um minuto mais tarde, Jagielka falhou de novo. O zagueiro recuou mal e a bola sobrou para Vokes, que bateu no meio do gol e desperdiçou mais uma chance para os Clarets. Aos 36, os Toffees conseguiram sua melhor chance na primeira etapa. Foi em um chute cruzado de Holgate que parou em boa defesa de Heaton.

Após um primeiro tempo ruim, os comandados de Ronald Koeman precisavam mudar, algo que aconteceu. Logo no começo da segunda etapa, Jagielka cabeceou na trave, mas mesmo caindo pegou o rebote e marcou pelo terceiro jogo consecutivo.  Quando parecia que o Everton iria controlar a partida, Robles tratou de mudar a situação. O arqueiro fez pênalti infantil em Vokes, que bateu no meio do gol e empatou o jogo no Goodison Park.

Jagielka marcou pelo terceiro jogo seguido
Á partir dai, foi um bombardeio dos mandantes em busca do segundo gol. Era um show de gols perdidos, Mirallas que o diga. O meia belga perdeu três chances claras de gol O Burnley continuava se segurando como podia, porém sofreu o gol com requintes de crueldade. Barkley chutou da entrada da área, a bola desviou em dois defensores e morreu no fundo das redes.

Após uma semana tensa, o meia desabafou na comemoração, mas o árbitro deu gol contra de Mee. Aos 29, Lukaku recebeu de Baines, girou para cima de Keane, ganhou na força e chutou de bico para dar números finais a partida. Esse foi o 24º gol do belga na Premier League, quatro a mais que Kane. Baines se tornou o primeiro defensor da Premier League a dar 50 assistências.

O Everton chegou a oito vitórias seguidas em casa no Campeonato Inglês, um recorde do clube na era Premier League. Com o resultado, os Toffees continuam com a mesma pontuação que o Arsenal, 57, que tem dois jogos a mais. Na próxima partida, o Everton vai até Londres defrontar o West Ham.

Estatísticas

Everton
Burnley
Posse de bola
63%
37%
Chutes
30
13
Chutes na meta
7
6
Escanteios
6
7
Faltas
15
14
Cartões amarelos
2
0
Cartões vermelhos
0
0

Gols da partida
http://espn.uol.com.br/video/686996_everton-vence-o-burnley-em-casa-ultrapassa-o-united-e-segue-sonhando-com-vaga-na-champions

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Pré-Jogo: Everton x Burnley (Campeonato Inglês 2016/17, 33ª rodada)


Nesse sábado, o Everton recebe a boa equipe do Burnley no Goodison Park em mais um duelo válido pelo campeonato Inglês. Se vencer, os Toffees colocam mais pressão em Arsenal e Manchester United que tem jogos complicados na rodada (Middlesbrough e Chelsea respectivamente).

Retrospecto: Nos últimos cinco jogos foram três vitórias do Everton e duas do Burnley. O time de Sean Dyche venceu no primeiro turno com um gol marcado por Arfield já no fechamento das cortinas. No entanto os dois últimos enfrentamentos no Goodison Park mostraram o Everton vitorioso com sua defesa prevalecendo (Foram dois Clean Sheets).

Gana Gueye é o jogador com mais desarmes na PL (121).
Palavra dos Treinadores:
RK: "Nós queremos jogar competições européias. Mesmo com a dificuldade de disputar as partidas classificatórias no verão é isso que nós queremos."

Sean Dyche: "Obviamente a situação como visitante é incômoda, mas eu acredito que nós conseguimos mover os obstáculos do caminho para o triunfo."

Curiosidades: Com 23 tentos anotados na Liga, Romelu Lukaku fez mais gols que o time inteiro do Middlesbrough. A última vez que um jogador comemorou mais que uma equipe toda foi na temporada de 2013/2014, quando Luizito Suárez com 31 gols superou o Norwich. Os canários anotaram apenas 28 em toda a campanha.

Em 16 partidas como visitante, o Burnley conquistou apenas 4 pontos. O retrospecto é de nenhuma vitória, quatro empates e doze derrotas.

O arqueiro dos Clarets, Tom Heaton, é o goleiro com mais defesas na Liga. A verdade é que o fato não surpreende, já que o Burnley também é o time que mais permite chutes no gol na Premier League.

Desfalques e novidades: Funes Mori segue de fora com um problema no joelho, já Williams retorna de suspensão e deve ser titular. O bósnio Besic já está atuando pela equipe sub-23 para ganhar ritmo, mas ainda não jogará pelo time principal.

Pelo lado do Burnley, Steve Defour tem seu retorno confirmado e estará disponível. O Islandês Gudmundsson segue na lista de lesionados.

Prováveis Escalações:

Everton: Robles, Holgate, Williams, Jagielka e Baines; Gana, Schneiderlin (Barry) e Davies; Barkley, Mirallas e Lukaku.
Técnico: Ronald Koeman.

Burnley: Heaton, Lowton, Keane, Mee e Ward; Boyd, Barton (Defour), Kendrick e Brady; Gray e Barnes.
Técnico: Sean Dyche

Transmissão: Sábado, 15/04, 10:50 - ESPN Brasil.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Pós-Jogo: Everton 4x2 Leicester (Campeonato Inglês 2016/17, 32ª rodada)



No último sábado, o Everton venceu em casa o embalado Leicester por 4x2 e chegou a marca de cinquenta e quatro pontos na Liga, empatado com o Arsenal, que tem dois jogos a menos.

O jogo


Em ótima fase dentro de seus domínios, a equipe de Ronald Koeman não demorou mais do que trinta segundos para mostrar aos visitantes seu poder como mandante. A ótima arrancada de Mirallas acabou levando a bola até o jovem Davies, que inaugurou o placar antes mesmo de todos acomodarem-se em seus lugares no estádio.


O gol logo no início deveria ter trazido tranquilidade para o Everton organizar seus ataques e a postura da equipe em campo, algo que não aconteceu. Mesmo em vantagem, os Toffees cederam um contra-ataque bizarro para o Leicester, onde Slimani aproveitou para empatar o jogo, aos quatro minutos.

O início alucinante ainda trouxe a virada do Leicester com Albrighton batendo falta lateral no ângulo de Robles.

Passado os dois sustos, o Everton retomou o controle da partida e passou a pressionar os visitantes. O empate foi sair, aos vinte e três, com Lukaku aproveitando ótimo cruzamento do Barkley. O Everton manteve a pressão após o gol de empate e conseguiu buscar a virada ainda na primeira etapa. Jagileka aproveitou escanteio cobrado por Mirallas e testou firme para as redes. Foi o segundo gol consecutivo do capitão na Liga, já que havia marcado contra o Manchester United na rodada anterior.


Na segunda etapa, o Everton passou a apenas controlar o jogo e atacar apenas na boa. O Leicester, por sua vez, pouco conseguiu produzir ofensivamente e nenhum momento mostrou que poderia mudar o rumo das partida. Destaque para o trabalho de proteção de Gueye e Schneiderlin, ótimos mais uma vez.

O gol que deu números finais ao jogo saiu em mais um escanteio. Aos cinquenta e quatro minutos, Mirallas colocou novamente a bola na área, mas desta vez a cabeçada de Jagielka acabou rebatendo em um defensor e sobrando no pá de Lukaku, que finalizou de direita pra marcar o seu vigésimo terceiro gol na atual temporada do Campeonato Inglês.

Com o resultado positivo sobre o Leicester, o Everton chegou a marca de oito vitórias consecutivas jogando em Goodison Park. Um dado importante que mostra como a equipe recuperou nesta temporada sua força e confiança como mandante. Na próxima rodada, os Toffees recebem o Burnley, mais uma vez, em Goodison Park.

Estatísticas

Everton
Leicester
Posse de bola
60%
40%
Chutes
12
6
Chutes na meta
7
4
Escanteios
4
6
Faltas
8
15
Cartões amarelos
2
2
Cartões vermelhos
0
0

Gols da partida
http://espn.uol.com.br/video/685545_premier-league-gols-de-everton-4-x-2-leicester-city

sábado, 8 de abril de 2017

Pré-Jogo: Everton x Leicester (Campeonato Inglês 2016/17, 32ª rodada)


Após um ponto conquistado em duas jornadas difíceis fora de seus domínios, o Everton retorna para casa onde recebe o Leicester neste domingo. A equipe de Ronald Koeman não deve ter vida fácil, mesmo com o bom desempenho como mandante nesta temporada, já que os visitantes reencontraram-se na competição e vêm de uma ótima sequência de cinco vitórias consecutivas.

Novidades das equipes

Schneiderlin pode retornar à equipe no confronto deste domingo
O meio-campista francês, Morgan Schneiderlin, pode retornar ao grupo de jogadores disponíveis de Ronald Koeman após ficar afastado por uma lesão sofrida contra o Hull City há três semanas. Williams, expulso na rodada anterior, é a única baixa do elenco que esteve disponível nas duas últimas rodadas.

Pelo lado do Leicester, Morgan e Mendy ainda recuperam-se de lesões e estão fora da partida.

Curiosidades 

O Everton não consegue o "double" (duas vitórias na mesma temporada da liga) contra o Leicester desde a temporada 86/87. Como a equipe já venceu os Foxes na partida de ida em Leicester, tem uma boa chance de quebrar este tabu no domingo.

Os Toffees venceram suas últimas seis partidas em casa. Onde marcaram vinte e dois gols e saíram em cinco oportunidades sem sofrer nenhum.

Jamie Vardy anotou dois gols e deu duas assistências somando os últimos três jogos em que enfrentou o Everton.

Escalações prováveis

Everton: Robles, Holgate, Pennington, Jagielka e Baines; Gana Gueye, Schneiderlin e Davies; Barkley, Mirallas e Lukaku.

Leicester: Schmeichel, Simpson, Benalouane, Huth e Fuchs; Mahrez, Amartey, Drinkwater e Albrighton; Vardy e Slimani.

Transmissão
ESPN Brasil (TV por assinatura) - 11h50 (horário de Brasília)

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Pós-Jogo: Manchester United 1x1 Everton (Campeonato Inglês 2016/17, 31ª rodada)


O Everton visitou o estádio de Old Trafford para encarar o Manchester United e o que na teoria foi um bom resultado teve um sabor amargo pelas circunstâncias da partida.

O JOGO:

Ronald Koeman, que deu muitas entrevistas durante a semana justificando a escolha de jovens no clássico contra o Liverpool, acabou cedendo e escalando um time mais experiente com Barry no meio campo e Mirallas aberto pela esquerda no sistema 4-2-3-1.

Os Red Devils começaram assustando com um chute de Lingard, aos 12 minutos, que passou a esquerda de Robles.

O Everton respondeu com Mirallas que recebeu belo passe de Barry e chutou rasteiro para boa defesa De Gea. Na sequência, o próprio Mirallas bateu corner, Williams desviou na primeira trave e Jagielka se contorceu para ganhar de Rojo e abrir o marcador de perna direita: 1x0 Toffees!

A partida seguiu morna, com poucas chances reais de gol até os 30 minutos, quando Mirallas cometeu falta infantil em zona perigosa. Na Batida, Blind colocou no ângulo e forçou Robles a voar para fazer a defesa. No rebote, Ander Herrera mandou a bola no travessão.
A torcida sentiu o bom momento e o Man Utd. cresceu no jogo. Aos 39, Herrera apareceu de novo, o centro campista espanhol acertou um lindo chute de fora da área que teria empatado o duelo se não fosse a sensacional defesa de Robles. O arqueiro se esticou inteiro e de ponta de dedos jogou para escanteio.
O Man Utd ainda chegou com uma cabeçada de Fellaini nos acréscimos, mas a primeira etapa terminou 1x0.

José Mourinho colocou Pogba no lugar de Blind para tentar pressionar o Everton e logo aos 55 o francês já apareceu. Young cobrou falta da esquerda e Pogba cabeceou no travessão.

O Manchester seguia assustando nos cruzamentos. Ibra teve um gol anulado por impedimento e alguns minutos depois em outra bola alçada na área do Everton, o sueco dividiu com Robles e Fellaini acabou mandando a sobra por cima.

Preocupado com a pressão Koeman tirou Mirallas e colocou o jovem zagueiro Pennington.
A decisão acabou deixando o Man Utd. ainda mais no campo de ataque e tirando força do contra golpe azul. Mesmo assim, em uma bela arrancada de Lukaku o Everton quase fez o segundo, mas Baily apareceu na hora certa para bloquear o artilheiro da Liga.

Os Toffees se seguravam como podiam perante a pressão dos mandantes e quando a vitória parecia certa o castigo chegou.
Em mais um levantamento para área, na última tentativa do empate, a bola sobrou para o lateral Shaw bater de direita e acabar parando no braço do zagueiro Williams. Cartão vermelho para o defensor e Pênalti aos 93 de jogo!
Ibra bateu com extrema categoria: 1x1 e fim de papo.

Williams coloca o braço direito na bola no fim da partida.
O resultado mantém a sequência de invencibilidade do Man Utd. (a maior entre as cinco maiores Ligas da Europa) mas derruba a equipe para a sexta colocação da Premier League. O próximo confronto é contra o Sunderland, fora de casa.

O Everton, que chegou aos 51 pontos, manteve a sétima posição e agora volta a jogar no Goodison Park, onde receberá o embalado Leicester no domingo.

FICHA TÉCNICA:

Man Utd. 1x1 Everton
Gols: Ibrahimovic (94') / Jagielka (22')
Assistência: Williams
Melhor do jogo: Holgate
Árbitro: Near Swarbrick
Estádio: Old Trafford
Público: 75.272
Cartões Amarelo: Ashley Young, Robles, Gana, Barry e Davies.
Cartão Vermelho: Williams.

Man Utd: De Gea, Ashley Young (Shaw 65'), Baily, Rojo e Blind (Pogba 45'); Herrera, Carrick (Mkhitaryan 65') e Fellaini; Lingard, Rashford e Ibrahimovic.
Treinador: J. Mourinho

Everton: Robles, Holgate, Williams, Jagielka e Baines; Barry e Gana; Davies, Barkley (Calvert-Lewin 80') e Mirallas (Pennington 67'); Lukaku.
Treinador: R. Koeman

Números:


Man Utd.
Everton
Posse de bola
62%
38%
Chutes
18
11
Chutes na meta
3
4
Escanteios
6
5
Faltas
10
18
Cartões amarelos
1
4
Cartões vermelhos
0
1

Gols do jogo: http://espn.uol.com.br/video/684233_premier-league-gols-de-manchester-united-1-x-1-everton

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Pré-Jogo: Manchester United x Everton (Campeonato Inglês 2016/17, 31ª rodada)


Em pouco mais de três dias após a derrota no Derby, o Everton irá até Manchester para enfrentar o United, pela trigésima primeira rodada da Liga. O revés contra o Liverpool, além de manter o tabu de derrotas dos Toffees para o seu grande rival, também foi um balde de água fria na busca pelo top 4 da tabela. Agora quase sem objetivos no campeonato, a partida contra o United pode ser uma boa oportunidade de reverter um pouco a impressão deixada no clássico e mostrar que o time também pode fazer grandes jogos contra grandes adversários em seus domínios. 

Novidades das equipes

Pelo lado do Everton não há novidades. Os mesmos jogadores que estiveram disponíveis para o clássico viajam para Manchester.

Já o United,  pode ter três reforços importantes para o jogo. Ibrahimovic, Ander Herrera e Pogba ainda não estão 100%, mas existe a chance de que recuperem-se a tempo para a partida desta terça. Jones,  Smalling e Mata continuam fora.

Coletiva pré-jogo

Questionado na coletiva sobre o uso de tantos jovens em partidas tão importantes como o clássico da cidade ou o confronto contra o United,  Ronald Koeman declarou:

"É uma grande oportunidade para os jovens jogadores. Eles são o futuro do clube."

E Também:

"Eu sou holandês. Não tenho medo de dar oportunidades aos jovens jogadores."

Prováveis escalações

Manchester United: De Gea, Valencia, Bailly, Rojo e Young, Carrick, Herrera, Lingard, Mkhitaryan, Rashford e Ibrahimovic.

Everton: Robles, Holgate, Williams, Jagielka e Baines, Gana Gueye, Davies, Barkley, Valencia, Mirallas e Lukaku.

Transmissão
ESPN Brasil (TV por assinatura) - 15h50 (horário de Brasília)

Pós-Jogo: Liverpool 3x1 Everton (Campeonato Inglês 2016/17, 30ª rodada)

O Sábado de manhã marcou mais um revés do Everton em dia de Merseyside Derby.
Com uma atuação bem abaixo da media, os Toffees sucumbiram novamente ao rival Liverpool que agora obtém o maior tabu da história dos clubes. Já são quatorze partidas disputadas sem triunfo do Everton. (A última vitória foi em outubro de 2010, 2x0, pela Premier League)

O Jogo:

Com as importantes ausências de Funes Mori e Coleman na defesa e Schneiderlin no meio campo, Ronald Koeman optou por iniciar o embate com uma linha de cinco homens atrás. Holgate atuou pelo lado direito e o jovem Pennington, que estreava nessa temporada, fechava a zaga pelo mesmo lado.


Gana e Davies formavam a dupla de volantes com Barkley um pouco acima. Calvert Lewin e Lukaku comandavam o ataque.

Mais do que as escolhas em relação aos nomes, o que realmente dificultou a performance da equipe foram atuações técnicas abaixo do esperado, motivadas por um posicionamento tático que não parecia bem treinado.

O Liverpool se aproveitou e logo aos oito minutos de partida Sadio Mané (que já havia feito o gol da vitória no primeiro turno) driblou Gana no meio-campo, tabelou com Firmino, arrancou em diagonal e chutou cruzado de esquerda para abrir o marcador.

Barkley e Baines, principais criadores de jogadas erravam muitos passes dificultando o encaixe do contra golpe, Gana lutava sozinho na marcação já que Davies estava sumido e a linha de defesa muito afundada com medo da velocidade dos atacantes. Mesmo assim, o Everton chegou a igualdade com o jovem Pennington. Aos vinte e oito minutos ele aproveitou sobra na pequena área após corner batido por Baines e estufou as redes de Mignolet: 1x1!

O Liverpool reagiu na sequência. Aos trinta e um, Coutinho recebeu com espaço pela meia esquerda, limpou Gana e Pennington e finalizou com categoria para vencer Robles: 2x1.

O segundo tempo veio sem substituições e o panorama do jogo seguia o mesmo. O Everton tentava muitos passes longos para Lukaku enquanto o Liverpool explorava o espaço entre as linhas principalmente com Coutinho e Mané. O senegalês acabou saindo por lesão no minuto cinquenta e sete dando lugar para Origi, que precisou de pouco tempo para causar impacto. Aos sessenta minutos, Holgate errou na saída de bola, Coutinho avançou pela esquerda e serviu o avançado belga, que aproveitou um bote horroroso de Williams para fuzilar Robles: 3x1 Liverpool.

Koeman tentou dar um novo gás para sua equipe com as entradas de Valência e Barry, mas a dificuldade na criação permanecia e o Everton só assustava nas bolas aéreas. Mirallas entrou tarde no jogo, apenas aos oitenta e dois minutos, ainda fez uma ótima jogada pelo meio mas acabou chutando por cima a chance de colocar alguma emoção no duelo.

Anthony Taylor apitou pela última vez confirmando a justa vitória do Liverpool.

Williams cometendo falta em Can. O galês fez uma péssima exibição.
O Everton precisa encontrar forças e soluções para resolver as lacunas das lesões e voltar a fazer um jogo grande digno. Terá essa chance já na próxima terça-feira quando encara o Man Utd. em Old Trafford.
O Liverpool encara na próxima rodada o Bournemouth em casa.


Ficha Técnica:

Liverpool 3x1 Everton
Gols: Mané, Coutinho e Origi / Pennington
Assistências: Firmino, Lucas e Coutinho / Ashley Williams
Melhor do jogo: Coutinho
Árbitro: Anthony Taylor
Estádio: Anfield
Público: 52.920

Liverpool: Mignolet, Clyne, Matip, Lovren e Milner; Lucas, Can, Wijnaldum;
Coutinho (Arnold, 76'), Mané (Origi, 57') e Firmino (Klavan, 90').
Treinador: J. Klopp

Everton: Robles, Holgate, Pennington (Barry, 67'), Williams, Jagielka e Baines;
Gana, Davies (Valência, 66') e Barkley; Calver-Lewin (Mirallas, 82') e Lukaku.
Treinador: R. Koeman

Números:


Liverpool
Everton
Posse de bola
51%
49%
Chutes
10
9
Chutes na meta
6
4
Escanteios
2
3
Faltas
17
10
Cartões amarelos
1
3
Cartões vermelhos
0
0

Gols do jogo: http://espn.uol.com.br/videos/campeonatos/ingles/gols

sexta-feira, 31 de março de 2017

Pré-Jogo: Liverpool x Everton (EPL 2016/17, 30ª rodada)


Após a pausa para as datas FIFA, o Everton volta a campo neste sábado, bem cedinho, para mais um Merseyside Derby em Anfield. E apesar da boa sequência de resultados desde o início de 2017, os Blues se encontram com problemas para o jogo de amanhã, graças às lesões de seus jogadores enquanto defendiam suas seleções.

NOVIDADES DAS EQUIPES

A lesão de McCarthy gerou discussão entre Ronald Koeman e o técnico da Irlanda, Martin O'Neill
As novidades do elenco não são boas, pois o Everton perdeu quatro jogadores para esta reta final de Premier League: Coleman quebrou a perna no jogo entre Irlanda e Gales (a imagem da lesão rodou o mundo inteiro), Schneiderlin já havia se contundido contra o Hull e não se recuperou a tempo de ter seu primeiro clássico, Funes Mori se lesionou jogando pela Argentina e McCarthy agravou sua lesão no tendão durante sua concentração com a seleção irlandesa. Com tantas lesões, Ronald Koeman deve colocar Holgate e Barry no time titular, para completarem defesa e meio-campo respectivamente.

O Liverpool não teve problemas com as datas FIFA, mas também conta com seus desfalques: Henderson, Lallana e Sturridge estão fora do derby por lesão.

RETROSPECTO

Como sempre, não é nada bom quando se trata de clássicos. O Everton ainda busca sua primeira vitória em Anfield no SÉCULO XXI, e caso ela venha amanhã, tem a chance de entrar na briga por uma vaga na Champions League nesta reta final de temporada.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

Liverpool: Mignolet; Clyne, Matip, Lovren, Moreno; Wijnaldum, Milner, Can; Mané, Firmino e Coutinho.

Everton: Robles; Holgate, Jagielka, Williams, Baines; Davies, Gueye, Barry; Mirallas, Lukaku e Barkley.

TRANSMISSÃO
ESPN Brasil (TV por assinatura) - A partir das 8h20 (horário de Brasília)

ARBITRAGEM
Árbitro: Anthony Taylor
Assistentes: S. Bennett e A. Nunn
Quarto Árbitro: Martin Atkinson

Curtinhas: Notícias de sexta-feira do Everton


Às vésperas de mais um Merseyside Derby, o Everton teve algumas notícias importantes que estamos trazendo para vocês.

A área da doca de Bramley Moore, em Liverpool
- A câmara municipal de Liverpool chegou a um acordo que irá ajudar o Everton a construir seu novo estádio, estimado em trezentos milhões de libras, na doca de Bramley Moore. A câmara decidiu atuar como um avalista efetivo para os planos do clube, que deseja articular um veículo de titularização para atrair investimentos. O prefeito de Liverpool, Joe Anderson declarou que agora é a hora do Everton ir atrás desse investimento, deixando claro também que a prefeitura não pretende "ficar esperando por isso". Além disso, Anderson disse que o estádio pode ajudar na revitalização de North Liverpool e acelerar o plano de desenvolvimento das "Águas de Liverpool", que custará 5,5 bilhões de libras.

- Everton e Watford anunciaram hoje a transferência definitiva de Tom Cleverley para o clube amarelo. Tom está emprestado pelos Toffees aos Hornets até o final desta temporada e, depois do término desse vínculo, assinará contrato de cinco anos com a equipe do sul da Inglaterra. O valor da transferência não foi revelado.


- Lukaku ganhou o prêmio de melhor jogador de Março da Premier League, dado pela EA Sports em conjunto com a liga. No terceiro mês de 2017, Lukaku marcou quatro gols e deu duas assistências em três jogos.

domingo, 26 de março de 2017

Pós-Jogo: Everton 4x0 Hull City (Campeonato Inglês 2016/17, 29ª rodada)


O Everton recebeu o Hull City em Goodison Park, pela vigésima nona rodada do Campeonato Inglês, e aplicou uma sonora goleada de 4x0, confirmando a ótima fase do time em jogos como mandante.

O jogo

O técnico Ronald Koeman surpreendeu a todos ao iniciar a partida com o garoto Calvert-Lewin na vaga de Mirallas (liberado da partida por conta do nascimento de sua filha). Tudo indicava que Enner Valencia ou até o recém chegado Lookman estivessem na frente de Lewin na briga pela posição. De qualquer maneira, a opção mostrou-se acertada logo no início do jogo. Já que Calvert-Lewin foi responsável pela abertura do placar após boa jogada de outros dois garotos da casa: Barkley e Davies. Foi o primeiro gol do camisa 29 atuando pelos profissionais.

O gol logo cedo, antes dos dez minutos, facilitou o já comum domínio do Everton em suas partidas dentro do Goodison Park. Durante toda a primeira etapa, o Hull City mal conseguiu trabalhar a bola no campo de ataque e foi praticamente nulo no ataque. Enquanto o Everton, apesar do controle do jogo, criou poucas chances para ampliar o placar.

Antes do fim da primeira etapa, Morgan Schneiderlin sentiu após divida e pediu para ser substituído. O veterano Gareth Barry foi escolhido para compor o setor de meio-campo.


O segundo tempo começou mais ou menos no mesmo ritmo, com um Everton pouco atuante no ataque, mas que não sofria na defesa. Passados dez minutos, Ronald Koeman resolveu mudar o desenho tático da equipe trazendo Funes Mori no lugar do autor do gol, Calvert-Lewin. A linha de três zagueiros deu mais liberdade para os avanços de Coleman e Baines.

A mudança de esquema não surgiu tanto efeito e a equipe só melhorar após a expulsão de Huddlestone, aos setenta e cinco, que entrou de forma violenta e Gana Gueye e foi mais cedo para o vestiário. Coincidentemente ou não, Enner Valencia veio a campo em seguida do lance que deixou os Toffees em vantagem numérica. O permitiu que o atacante ajudasse ainda mais no ímpeto ofensivo da equipe.

Logo em sua primeira aparição, tabelou com Lukaku e apareceu na frente do goleiro para marcar os segundo do Everton. Com a vantagem de dois gols e um homem a mais, o resultado já estava praticamente garantido, mas ainda deu tempo do próprio Valencia deixar Lukaku na cara do gol, aos noventa minutos, em lance que o atacante não desperdiçou. O próprio Lukaku ainda receberia, no último minuto, um presentaço em bola mal atrasada pela defesa para completar o placar de 4x0.

Com a vitória, o Everton chegou aos 50 pontos, igualando o Arsenal na tabela. Vale ressaltar que a equipe de Londres tem dois jogos a menos. Na próxima rodada o Everton vai até Anfield para disputar o Derby contra o Liverpool.

Estatisticas

Everton
Hull City
Posse de bola
52%
48%
Chutes
14
6
Chutes na meta
8
0
Escanteios
5
8
Faltas
9
7
Cartões amarelos
2
0
Cartões vermelhos
0
1

Gols da partida
http://espn.uol.com.br/video/679633_ataque-funciona-everton-massacra-o-hull-e-encosta-no-arsenal

sexta-feira, 17 de março de 2017

Pré-Jogo: Everton x Hull City (EPL 2016/17, 29ª rodada)


Nesse sábado o Everton tem a chance de assumir a sexta colocação da Premier League.
Para que isso ocorra os Toffees devem vencer seu compromisso contra o Hull no Goodison Park e torcer por tropeço do Man Utd. que visita o Middlesbrough. É importante ponderar que os diabos vermelhos seguem com duas partidas a menos, mas a possibilidade de ultrapassagem deve ser mais um fator estimulante para os jogadores de Koeman.

Números e Curiosidades:

O Everton não perde para o Hull no Goodison Park desde 1952. São cinco vitórias e um empate no período.

Romelu Lukaku está a um gol de se tornar o primeiro jogador do Everton a marcar vinte gols em uma única temporada de Premier League.



Principais nomes do ataque, Barkley e Lukaku podem deixar o clube na próxima janela de transferências.

Entrevistas: 


Ronald Koeman disse que sua equipe é favorita e que a pressão está sobre ela. O treinador holandês elogiou as boas exibições em casa e salientou que o Everton precisa de mais um bom jogo para bater o Hull.

Marco Silva falou sobre respeitar o Everton e a grande temporada que os Blues fazem em casa, o treinador enfatizou a necessidade de melhorar o nível de jogo como visitante e que o time certamente irá competir muito na partida de sábado.

Desfalques e Prováveis escalações:

O lateral esquerdo Leighton Baines que foi substituído no último jogo por um problema nas costas treinou normalmente e deve jogar.

O Hull não contará com o brasileiro Evandro além dos já lesionados Odubajo, Mbokani, Dawson e Mason. Niasse que vem jogando bem pelos Tigers também não jogará por estar emprestado pelos Toffees.

Everton:
Robles, Coleman, Williams, Funes Mori e Baines; Schneiderlin, Gana Gueye e Davies; Barkley, Mirallas e Lukaku.
Técnico: Ronald Koeman.

Hull:
Jakupovic, Elabdllaoui, Ranocchia, Maguire, Robertson; Huddlestone; Markovic, N'Diaye, Clucas e Grosicky; Hernández.
Técnico: Marco Silva.


Transmissão: Watch ESPN, dia 18/03, 12:00.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Pós-Jogo: Everton 3x0 West Brom (Campeonato Inglês 2016/17, 28ª rodada)


O Everton confirmou seu ótimo desempenho como mandante nessa temporada e o sétimo lugar ao bater o West Bromwich por 3x0 no último sábado, em Goodison Park.

O jogo

O Everton entrou em campo com algumas alterações em relação ao time que atuou na derrota contra o Tottenham. Mirallas e Jagielka entraram nas vagas de Gana Gueye e Funes Mori. Com as modificações a equipe retornou ao esquema com três atacantes, o que poderia ter dado mais poderio ofensivo à equipe. Infelizmente, a boa marcação do West Bromwich e dificuldade da equipe de fazer a bola chegar no último terço do campo não proporcionaram muitas chances durante toda a primeira etapa.

Até o gol de Mirallas, em uma jogada fortuita aos trinta e nove minutos, o Everton havia criado apenas uma chance perigosa em chute cruzado de Lukaku. E os visitantes também conseguiram fazer o goleiro Robles trabalhar apenas uma vez com Chdli em chute forte rasteiro. Antes do final da primeira etapa, o time criou sua melhor jogada no jogo com Barry, Lukaku e Schneiderlin. O francês finalizou com classe de dentro da pequena área após receber bom passe de Lukaku e aumentou o placar. Foi o primeiro gol de Schneiderlin com a camisa do Everton. No geral, o primeiro tempo acabou sendo bem truncado, só tendo pendido um pouco para o lado dos Toffees nos minutos finais posteriores ao gol de abertura do placar.


A equipe retornou com uma alteração para a segunda etapa: Baines, machucado, deu lugar a Funes Mori, que atuou como lateral esquerdo.. Aqui fica ainda mais visível como o elenco ainda tem carências básicas, como um simples reserva da posição.

O Everton conseguiu manter o jogo na sua mão e passou a apenas administrar o 2x0. O West Bromwich pouco conseguiu incomodar, deixando o jogo bem arrastado. Restando dez minutos para o final, Lukaku foi premiado por sua boa atuação com o gol que deu números finais ao placar. Também vale destacar o ótimo cruzamento de Barkley na cabeça do Belga.

Fim de jogo e vitória por 3x0. O Everton conseguiu superar, com certa tranquilidade, seu adversário direto ao posto de sétimo lugar, posição que hoje classificaria a equipe para a próxima Liga Europa.

Estatísticas

Everton
West Bromwich
Posse de bola
63%
37%
Chutes
16
5
Chutes na meta
5
2
Escanteios
4
6
Faltas
8
12
Cartões amarelos
1
2
Cartões vermelhos
0
0

Gols da partida