terça-feira, 19 de setembro de 2017

Pré-Jogo: Everton x Sunderland (Copa da Liga 2017/18, 3º Fase)



Nessa quarta-feira, em partida válida pelo 3º round da Copa da Liga (Carabao Cup) o Everton volta ao Goodison Park para enfrentar o Sunderland. Os Toffees precisam reagir rapidamente após seguidos resultados negativos e um péssimo futebol apresentado.

Apesar do nível de dificuldade que o calendário apresentou nos últimos embates (Chelsea, Atalanta e Man Utd. fora e Tottenham em casa) os números são preocupantes. Nesse período, o time de Ronald Koeman levou 12 gols e não marcou nenhum, criando poucas oportunidades e se postando de forma desorganizada dentro de campo.

Teoricamente, o confronto contra o Sunderland chega em boa hora. Os Black Cats ocupam a 21ª colocação da segunda divisão inglesa e certamente não tem as ferramentas que nossos adversários anteriores tinham para nos causar tamanho estrago. No entanto, vale lembrar que o Everton foi eliminado nessa mesma fase da competição na temporada passada. Na ocasião, o Norwich acabou triunfando por 2x0 em pleno Goodison Park.

Curiosidades: 

Os Toffees só passaram pelo 3º Round da Copa da Liga duas vezes nos últimos sete anos.

Na história, Everton e Sunderland se enfrentaram em duas oportunidades pela Copa da Liga e em ambas os Black Cats prevaleceram.

Muitos jogadores que fazem parte do atual elenco do Sunderland já jogaram pelo Everton, entre eles estão: Oviedo, Rodwell, Gibson, McGeady e Vaughan.

Novidades:

Koeman deve fazer alterações na equipe titular dando oportunidade para jogadores como o jovem Jonjoe Kenny e o meio campista Klaassen.

Pelo lado do Sunderland, os jogadores Browning e Galloway (emprestados pelo Everton) não poderão atuar.

Destaque na base, o lateral Jonjoe Kenny pode estar entre os 11 titulares.

Prováveis Escalações:

Everton: Stekelenburg, Kenny, Holgate, Williams e Baines; Besic, Gana e Klaassen; Mirallas, Carvet-Lewin e Sandro.
Técnico: Ronald Koeman.

Sunderland: Ruiter (Steele), Matthews, Wilson, Koné e Oviedo; Cattermole, Ndong; Williams, McGeady e McManaman; Vaughan.
Técnico: Simon Grayson


Data e Horário: 20/09/2017, 15:45.
Sem transmissão no Brasil.

domingo, 17 de setembro de 2017

Pós-Jogo: Manchester United 4x0 Everton (Premier League 2017/18, 5ª Rodada)


Neste domingo (17), o Everton sofreu uma dura derrota pela quarta vez seguida: agora, foi o Manchester United quem bateu os Toffees por 4x0, no Old Trafford. Valencia, Mkhitaryan, Lukaku e Martial marcaram os gols da goleada. 

Contando todas as competições, o Everton já soma seis jogos sem vencer. Para piorar, nas últimas quatro partidas os comandados de Ronald Koeman sofreram 12 gols e não fizeram um tento sequer. O resultado não poderia ser diferente: equipe na zona da degola com apenas quatro pontos.

Logo aos quatro minutos da primeira etapa, Matic virou o jogo na direita e Valencia acertou um lindo chute, abrindo o marcador no Old Trafford. Os primeiros 20 minutos foram de extremo domínio dos mandantes, mas aos poucos o Everton foi tentando equilibrar as ações da partida.

Lukaku marcou e provocou a torcida do Everton
A primeira boa chance dos Toffees só veio aos 22 minutos, quando Martina rolou para Rooney chutar com perigo. Individualmente o Everton até que tinha qualidade, mas a falta de organização era nítida e atrapalhava o time. 

O segundo tempo começou com duas boas chegadas dos Toffees. Primeiro, Rooney ganhou a bola na pequena área e chutou em cima de De Gea. Aos trancos e barrancos, Sigurdsson chegou na cara gol, mas também finalizou em cima do goleiro espanhol. Essas foram duas jogadas isoladas, e individuais, de uma equipe sem padrão tático. 

Koeman tentou arrumar o time com três alterações, mas o resultado em campo foi o inverso: Davies, Rooney e Gueye deram lugar a Sandro, Cavert-Lewin e Mirallas. A saída do volante ganês deixou o Everton exposto e perdido na área central.

Rooney perdeu a melhor chance do Everton
Os defensores dos Toffees cansaram de errar passes na defesa, e foi em um erro de passe de Williams que Mkhitaryan fez o segundo gol do United, aos 38. Seis minutos mais tarde, Lukaku fez valer a "lei do ex", marcou o segundo gol e provocou a torcida azul no Old Trafford. Ainda teve tempo para Martial sofrer e converter o pênalti, decretando a goleada dos Red Devils.

O próximo confronto do Everton será pela Copa da Liga Inglesa, contra o Sunderland, quarta-feira (20), às 15h45, no Goodison Park. 

Estatísticas:


Manchester United
Everton
Posse de bola
49%
51%
Chutes
16
7
Chutes na meta
7
3
Escanteios
4
1
Faltas
15
14
Cartões amarelos
1
1
Cartões vermelhos
0
0

sábado, 16 de setembro de 2017

Pré-Jogo: Manchester United x Everton (Premier League 2017/18, 5ª Rodada)


Neste domingo o Everton visitará o Manchester United em Old Trafford pela quinta rodada do Campeonato Inglês. Com um aproveitamento bem baixo e um futebol bem pobre até aqui, a probabilidade de trazer uma vitória na bagagem é bem pequena, mas, claro, não é possível cravar nada antes da bola rolar. A expectativa é de que os resultados ruins tenham balançado o elenco e o técnico Ronald Koeman, e isto acabe refletindo-se em uma mudança, pelo menos, de postura dentro de campo.

NOVIDADES DAS EQUIPES

Gana Gueye, Klaassen e Sandro Ramírez podem voltar ao time titular, depois de terem sido poupados no confronto pela Liga Europa durante a semana.

O Manchester United não contará com o meio-campista Paul Pogba. O francês acabou saindo machucado na partida pela Liga dos Campeões na última teça-feira.

CURIOSIDADES

Contando as últimas vinte e quatro visitas ao Old Trafford, o Everton só conseguiu sair com a vitória em uma ocasião. Oviedo marcou o solitário gol do triunfo em 2013.

Sigurdsson participou diretamente de seis gols (três gols e três assistências) contando as últimas seis vezes que enfrentou o Manchester United.

ESCALAÇÕES PROVÁVEIS

Manchester United: De Gea; Valencia, Jones, Bailly e Blind; Matic, Fellaini, Martial, Mkhitaryan, Rashford e Lukaku.

Everton: Pickford; Keane, Williams e Jagielka; Martina, Schneiderlin, Gana Gueye e Baines; Sigurdsson, Rooney e Sandro Ramírez.

TRANSMISSÃO: ESPN Brasil (TV por assinatura) - 12h00 (horário de Brasília)

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Pós-jogo: Atalanta 3x0 Everton (Uefa Europa League 2017/18, fase de grupos)


Nesta quinta-feira(14), o Everton estreou na Europa League da pior maneira possível: foi amassado pela Atalanta no Mapei Stadium. Masiello, Papu Gómez e Cristante foram os responsáveis pela dura derrota por 3 a 0 na Itália.

No outro jogo do Grupo E, o Lyon vencia o jogo até os 48 minutos da etapa final, quando Corpa empatou para o Apollon Limassol, no Chipre. No dia 28 de setembro, o Everton recebe os cipriotas no Goodison Park. Enquanto Lyon e Atalanta se enfrentaram na França.

Empurrados por sua torcida incandescida, a Atalanta começou pressionando o Everton, que mal passou do meio de campo até os 10 minutos iniciais. As primeiras chances da partida ainda foram dos Toffees - Primeiro Sigurdosson bateu da entrada da área para boa defesa de Berisha, na sequência Rooney tentou surpreender com um cavadinha mas mandou por cima.

Torcida da Atalanta fez uma linda festa no Mapei Stadium
À partir dos 20 minutos, foi um verdadeiro massacre dos italianos. Aos 26, Stekelenburg fez grande defesa após chute a queima roupa de Massielo. Na cobrança de escanteio, a bola bateu em Jagielka e sobrou limpa para o zagueiro nerazzurro, que desta vez não desperdiçou. 

Aos 41, Gómez acertou um lindo chute de fora da área para ampliar o marcador no Mapei Stadium. Três minutos depois, A Atalanta se beneficiou de um erro de passe e a lenta reposição do Everton. Petagna deu linda enfiada para Cristante, que tocou na saída de Stekelenburg e marcou o terceiro dos italianos.

O ritmo da partida caiu muito no segundo tempo, principalmente por parte dos italianos, que cozinharam a partida até o apito final. Se a Atalanta forçasse mais conseguiria uma goleada sobre uma equipe sem reação e fome de vitória.

Estatísticas:


Atalanta
Everton
Posse de bola
51%
49%
Chutes
21
12
Chutes na meta
8
3
Escanteios
6
2
Faltas
7
8
Cartões amarelos
1
1
Cartões vermelhos
0
0

Gols: http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/season=2018/matches/round=2000890/match=2022022/index.html



quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Pré-Jogo: Atalanta x Everton (Uefa Europa League 2017/18, fase de grupos)


O Everton ainda busca encontrar-se na temporada, tanto taticamente quanto animicamente. A equipe ainda não conseguiu mostrar muita coisa nesses primeiros jogos de Liga Europa e Premier League. E acabou abraçando muito facilmente os resultados que não terminaram em vitória. A partida contra a boa equipe da Atalanta amanhã marca a estreia do clube na fase de grupos da Liga Europa. O grupo que ainda conta com Lyon e Apollon Limasol tem tudo para ser um grande desafio para os Toffees, que precisarão subir rapidamente de nível, caso queiram conquistar algo na temporada.

Novidades das equipes

O Everton contará com o mesmo elenco que esteve disponível na derrota por três a zero para o Tottenham.

Pelo lado dos italianos, o ala Spinazzola é dúvida.

Curiosidades

A partida de amanhã marcará o primeiro confronto da história entre as duas equipes.

A Atalanta mandará seus jogos continentais no estádio Mapei em Reggio Emilia, já que seu estádio Azzurri d'Italia, em Bérgamo, foi vetado pela UEFA.

O Everton enfrentou equipes italianas seis vezes por competições europeias. Sendo os resultados uma vitória, dois empates e três derrotas.

Escalações prováveis:


Atalanta: Berisha; Tolói, Caldara e Masiello; Castagne, Cristante, de Roon, Gosens e Ilicic; Gomez e Petagna.


Everton: Pickford; Holgate, Keane e Jagielka; Davies, Gana Gueye, Klaassen, Sigurdsson e Baines; Rooney e Calvert-Lewin.

Transmissão: Fox Sports (TV por assinatura) - 14h00 (horário de Brasília)

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Brazilian Toffees: Yuri Medeiros

Nesta semana quem aparece aqui na nossa sessão de entrevistas com os torcedores brasileiros do Everton é o paraibano Yuri Medeiros.


De onde é e quantos anos tem?
Sou paraibano de Campina Grande, e tenho 36 anos, mas atualmente moro em São Luís do Maranhão, a trabalho.

Quando começou a torcer pelo clube e qual foi o motivo?
Sempre fui um fã do futebol europeu, na minha adolescência a TV Manchete e a TV bandeirantes, transmitiam com certa frequência jogos do campeonato italiano e alemão. Certo dia, uma dessas emissoras, e não lembro exatamente qual, passou o VT da final da FA Cup de 1995, onde o Everton sagrou-se campeão.

Foi o meu primeiro contato com o futebol inglês e com o Everton, amor a primeira vista, desde esse dia passei a pesquisar em revistas e adotei os Toffees como meu time nos vídeo games a partir do FIFA 95.

Tem algum jogo marcante do clube na memória?
Essa final de 95 é o mais marcante, por ter sido um jogaço, onde o Everton defensivamente foi perfeito e muito perigoso nos contra ataques, e por ter sido o jogo que me abriu as portas para o clube e para o futebol inglês.

Qual é o seu jogador favorito que já atuou pelo Everton? E do elenco atual?

Depois dessa partida, passei a acompanhar mais de "perto" (na medida do possível, dadas as dificuldades para assistir o futebol inglês) o Everton, e devido o FIFA 95, onde o Duncan Ferguson era meu goleador, talvez ele tenha sido meu primeiro jogador favorito, mas nesse time também gostava do Southall e do Barry Horne, depois virei fã do Unsworth e do Hibbert.

Do atual elenco, fico muito dividido entre o Baines e o Coleman, mas se tiver de escolher um, fico com o Baines.

O que o Everton significa na sua vida?

"Escolheu torcer para um time que nunca ganha nada?"
Já ouvi essa pergunta milhares de vezes, e sempre respondo da mesma forma: "eu não escolhi o Everton, ele que me escolheu". 

É um sentimento difícil de descrever, amor, paixão... Só sei que esse clube mudou parte da minha vida, e quando ele está em campo, nada mais importa, eu paro tudo para vê-lo.

Quais são as suas expectativas para a próxima temporada?

Eu ainda estou tentando assimilar essa nova realidade que estamos vivendo, essa quantidade absurda de dinheiro que estamos movendo, parece algo inacreditável. Parece que uma hora alguém vai acordar você e dizer que era um sonho.
Mesmo assim, com todas essas mudanças acontecendo, eu prefiro manter os dois pés no chão, talvez essa longa caminhada com o Everton tenha me deixado calejado.
Não espero título a curto prazo, se vier, vou comemorar como se deve, mas prefiro não alimentar essa expectativa.

Vejo um trabalho na base sendo muito bem feito, isso é o que me deixa mais feliz, claro que todo clube vive do momento do time principal, e até agora, temos tido uma janela de transferências inacreditável, a volta do Rooney (prefiro não dar minha opinião de torcedor magoado), a vinda de jovens promissores, novos patrocinadores e a expectativa pelo novo estádio. Como disse antes, parece um sonho, e espero que se concretize, reconquistando o respeito e nosso espaço, entre os grandes.

Europa League 2017/18: Raio-x do Grupo E


Na próxima quinta-feira (14), o Everton iniciará a sua caminhada na fase de grupos da UEFA Europa League. Então, preparamos um raio-x do Grupo E, para trazer um panorama sobre nossos adversários. Confira!

O Grupo E é formado por Lyon, Everton, Atalanta e Apollon Limassol. Foi considerado por muitos o grupo mais difícil da competição. Os Toffees enfrentarão um clube bastante tradicional em competições europeias, um clube que foi destaque numa grande liga na última temporada e outro um pouco menos conhecido, mas que já mostrou um futebol digno de atenção. Saiba um pouco mais sobre cada adversário nosso.


Lyon

Nome completo: Olympique Lyonnais
Apelido: Les Gones (Crianças)
Cidade: Lyon, França
Fundação: 1950 (67 anos)
Estádio: Parc Olympique Lyonnais (59,186 espectadores)
Ranking UEFA: 28º
Elenco: aqui

O Lyon garantiu a vaga na Europa League após terminar o campeonato francês na quarta colocação. Nesta temporada, ocupa a terceira colocação no campeonato, e está invicto. A equipe possui sete títulos do campeonato nacional, todos conquistados de forma consecutiva entre os anos de 2001 e 2008. Possuem um título da extinta Copa Intertoto, no ano de 1997, e chegaram às semifinais da Europa League na última temporada.

O elenco possui vários nomes conhecidos, com destaque para o sistema ofensivo, que conta com os atacantes Mariano Díaz, Memphis Depay e Bertrand Traoré, além do meia Nabil Fekir. Também compõem o elenco os brasileiros Rafael, Marcelo e Fernando Marçal.


Atalanta

Nome completo: Atalanta Bergamasca Calcio S. p. A.
Apelido: La Dea (Deusa)
Cidade: Bergamo, Itália
Fundação: 1907 (107 anos)
Estádio: Stadio Atleti Azzurri d'Italia (21,300 espectadores)*
Ranking UEFA: 127º
Elenco: aqui

A Atalanta foi a grande surpresa do último campeonato italiano, no qual conseguiu uma expressiva quarta colocação, que garantiu o retorno da equipe às competições europeias após 26 anos. Na atual temporada, possui apenas uma vitória no campeonato. A equipe possui um título da copa italiana, conquistado na temporada 1962-63.

No elenco, destacam-se o zagueiro brasileiro Rafael Tolói, os meias Jasmin Kurtič e Josip Iličić, além dos atacantes Andreas Cornelius e Andrea Petagna. 

*Nas partidas como mandante, a Atalanta irá jogar no Mapei Stadium, com capacidade para 23,717 espectadores.


Apollon Limassol

Nome completo: Apollon Limassol FC
Apelido: θεός (Deus)
Cidade: Limassol, Chipre
Fundação: 1954 (63 anos)
Estádio: Tsirion Stadium (13,331 espectadores)*
Ranking UEFA: 136º
Elenco: aqui

O Apollon Limassol é, de certa forma, a surpresa deste grupo: classificou-se para as fases preliminares da Europa League ao ser campeão da copa cipriota e, para alcançar a fase de grupos, eliminou Zaria Bălți (Moldávia), Aberdeen (Escócia) e Midtjylland (Dinamarca). Possui três títulos do campeonato cipriota, sendo o último em 2005/06. Nesta temporada, possui apenas um empate no campeonato.

O principal destaque da equipe é o atacante André Schembri, que já marcou quatro gols na competição. Também figuram no elenco os brasileiros Jander, Alex da Silva, Allan e Alef.

*Nas partidas como mandante, o Apollon irá jogar no GSP Stadium, com capacidade para 22,859 espectadores.

Agora que conhecemos mais sobre nossos adversários, vamos torcer por atuações mais convincentes e que nos levem à classificação para o mata-mata, de preferência na primeira colocação do grupo. A lista dos jogadores inscritos para a competição você confere aqui.

Não deixe de voltar ao blog amanhã, para o pré-jogo de Atalanta x Everton! COYB!

Pós-Jogo: Everton 0x3 Tottenham


Numa das piores exibições da temporada, o Everton perdeu para o Tottenham por 3 a 0 e agora acumula duas derrotas seguidas na Premier League. Os Toffees ocupam a 16ª colocação no campeonato, com quatro pontos ganhos.

Aos 27 minutos da primeira etapa, Harry Kane tentou o cruzamento para a área e acabou encobrindo Pickford, abrindo o placar com um belo gol. A vantagem dos visitantes foi ampliada aos 41', quando Pickford deu rebote na finalização de Ben Davies e Eriksen, livre de marcação, conferiu para o gol.

No intervalo, Ronald Koeman colocou Davies e Calvert-Lewin nos lugares de Sandro Ramirez e Klaassen. Mas foi o Tottenham que marcou, logo no primeiro minuto: Davies cruzou e Harry Kane, totalmente livre, deu números finais ao confronto. A partida marcou a estreia do recém-contratado Nikola Vlasic com a camisa dos Toffees. O croata entrou no lugar de Idrissa Gueye, a dez minutos do fim.

O Everton volta a campo nesta quinta-feira (14), às 14h (horário de Brasília), contra a Atalanta, na primeira partida da fase de grupos da UEFA Europa League.

Estatísticas:


Everton
Tottenham
Posse de bola
51%
49%
Chutes
12
15
Chutes na meta
1
6
Escanteios
7
3
Faltas
14
14
Cartões amarelos
2
1
Cartões vermelhos
0
0

Público: 38,835 espectadores

Gols do jogo:

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Pré-Jogo: Everton x Tottenham (Premier League 2017/18, 4ª Rodada)


Após três partidas longe de casa, o Everton retorna a Goodison Park neste final de semana para receber o Tottenham. Com um ponto conquistado contra City e Chelsea, o comandados de Ronald Koeman precisam jogar pela vitória para não ficarem muito afastados dos líderes da competição. O Tottenham, claro, está bem longe de ser uma equipe fácil de ser batida, mas se o objetivo do Everton é melhorar a sua campanha da temporada anterior, será preciso vencer jogos deste tamanho.

NOVIDADES DAS EQUIPES

O Everton não tem baixas, com exceção dos jogadores que estão afastados há um bom tempo. Pickford e Klaassen recuperaram-se de suas lesões durante a pausa da data FIFA e estão disponíveis. O recém-contratado Vlasic também é outro que está liberado para jogar.

O Tottenham não poderá contar com os lesionados Rose, Wanyama e Lamela.

CURIOSIDADES

O Everton está há nove jogos sem vencer o Tottenham. Sendo quatro derrotas e cinco empates.

O Tottenham só saiu vencedor em uma das últimas dez visitas a Goodison Park. Seis empates e três derrotas completam os resultados.

Rooney soma onze gols contra o Tottenham contando as últimas dezesseis vezes em que o inglês enfrentou o time da capital.

ESCALAÇÕES PROVÁVEIS

Everton: Pickford; Holgate, Keane, Williams e Baines; Gana, Schneiderlin, Klaassen, Sigurdsson, Rooney e Sandro Ramírez.

Tottenham: Lloris; Alderweireld, Sanchez e Vertonghen; Trippier, Dier, Dembele e Davies; Eriksen, Dele Alli e Kane.

TRANSMISSÃO: Watch ESPN (internet) - 11h00 (horário de Brasília)

domingo, 3 de setembro de 2017

Brazilian Toffees: Renan Graziano


Quarto de Renan em Botucatu marcado com suas duas paixões futebolísticas
Esta publicação marca o retorno da nossa sessão Brazilian Toffees. Um espaço aberto para conhecermos melhor os torcedores do Everton espalhados pelo Brasil.

Quem gentilmente topou participar e responder nossas perguntas foi o paulistano Renan Graziano. Confira a pequena entrevista abaixo:


De onde é e quantos anos tem?
Moro atualmente em Bauru. Nasci em São Paulo, mas fui pra Botucatu (interior de SP) bem novo. Em 2011 fui pra Bauru cursar Engenharia de Produção, na Unesp e estou em Bauru desde então. Tenho vinte e cinco anos.


Quando começou a torcer pelo clube e qual foi o motivo?
Eu sempre fui viciado em futebol europeu e sempre simpatizei por times menos badalados. Os jogadores no video game me traziam essa simpatia. Lembro que bem novo eu criei um grande carinho pelo Newcastle graças ao Alan Smith.
Já o Everton, é bem engraçado. O jogador que me fez aproximar do clube foi Marouane Fellaini (pasmem). Sempre achei ele um ótimo jogador. Bom tecnicamente, forte na bola aérea, multifunções...e acho isso até hoje! Dai comecei a sempre jogar com o Everton no video game e acompanhar a Premier League. Isso foi na temporada 2012/2013. Meu melhor amigo também é viciado em futebol e tem o mesmo pensamento que eu (ele torce para o Aston Villa), então sempre estávamos juntos conversando sobre a EPL e acompanhando os jogos.Depois que Fellaini saiu para o United, eu entendi o tamanho que o Everton já tinha tomado na minha vida de torcedor. Me apaixonei pela história, pela torcida e pelo estádio. A primeira temporada com o Martinez foi incrível, batendo de frente contra o Top 6, fazendo jogos memoráveis. Com certeza isso solidificou minha paixão pelo clube.
As camisas de Renan

Tem algum jogo marcante do clube na memória?
Foram grandes jogos que acompanhei desde 2012/2013. De momento consigo lembrar o gol de Bryan Oviedo na vitória contra o United no Old Trafford; o hat-trick do MITO Steven Naismith contra o Chelsea; a goleada contra o Arsenal em 2013, etc.
Mas de longe os gols que mais comemorei: um gol do Lukaku no último minuto contra o West Ham em uma das Copas e o golaço do Jagielka contra os kopites no último minuto!

"It's good but it's not quite Jagielka"

Qual é o seu jogador favorito que já atuou pelo Everton? E do elenco atual?
Eu ainda não era torcedor como hoje, mas já acompanhava alguns jogos e agora, vendo vídeos e números, Tim Cahill é o jogador que mais gosto entre os que já passaram pelo Goodison Park. Também gostava muito do Tim Howard. Do elenco atual, sou fã do Leighton Baines.

O que o Everton significa na sua vida?
Futebol pra mim não é passatempo. É um vício que às vezes até me faz mal, mexe com meu humor. Sou torcedor desde pequeno do São Paulo e hoje consigo assistir com a mesma paixão os jogos do Everton. Acho que isso diz muito sobre o que esse time significa pra mim. Agora em janeiro vou passar um mês em Londres, e a maior razão pra juntar dinheiro é realizar o sonho de conhecer esse time. Eu já simpatizei com muitos times europeus, mas com o Everton foi algo que transcendeu.
É muito legal também ter mais um elo de ligação com meu pai. Futebol é a nossa paixão e sempre acompanhamos juntos. Hoje consigo sentir que ele assiste e torce com a mesma paixão que eu! E não é porque o "filho dele torce", mas sim porque o Everton mexe com as pessoas.

Quais são as suas expectativas para a próxima temporada?
Sou conhecido por ser um pouco corneteiro no grupo, mas gosto de analisar as coisas friamente. Obviamente foi uma boa janela comparado aos anos anteriores, mas eu fujo um pouco dessa maneira exagerada como a mídia está enaltecendo as movimentações do Everton. Acho que pecamos em não contratar nas posições mais carentes. Gostaria de mais um zagueiro jovem, reforço nas laterais (pelo menos a esquerda), um atacante de área e segurar Ross Barkley. Não gostei do que vi na Liga Europa. Corremos sérios riscos durante o jogo e tomar um gol no Goodison Park seria um grande problema. Concordo que existe a falta de entrosamento e o início de temporada, mas o time ainda está muito longe do que a torcida espera. Eu espero uma boa temporada, mas temo pelos torcedores que estão um pouco iludidos. De qualquer forma, nosso dever é torcer muito! Acho que nosso foco deve ser um bom posicionamento na EPL, pegando Liga Europa. Acho importantíssimo pro Everton voltar a frequentar as competições europeias com frequência. A outra prioridade é tentar vencer uma das Copas.
As redes sociais de Renan:
Instagram

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Sobre três zagueiros, teimosia e covardia...


No último domingo (27), um novo método de tortura quase medieval foi desvelado ao mundo inteiro: assistir a partida do Everton. O que os fãs dos Toffees tiveram que presenciar, pela segunda vez seguida na Premier League, foi um verdadeiro show de horrores. Poucas vezes a equipe azul entrou em campo tão sem vontade de ganhar. O resultado em si não foi um vexame (perder para o Chelsea em Londres por 2 a 0 não é nenhum absurdo), mas perder da forma como foi é algo bastante vexatório.

O que vimos, mais uma vez, foi um Ronald Koeman teimoso. Insistiu em uma formação com três zagueiros lentos e sem grandes capacidades de tratar bem a bola para sair jogando. Três jogadores que cumprem seus papéis de zagueirões à moda antiga. Cinturas duras. Chegou, chutou.

Com esse problema na zaga, a bola quase não chegava nos meias e quando chegava achava Gueye e Davies encaixotados na ótima marcação do Chelsea. Há muitos méritos na equipe de Conte, mas não muda o quão problemático estava o jogo dos Toffees. 


Com o jogo nessa morosidade, tivemos que aguentar todo o primeiro tempo tomando pressão e quando pensávamos que o intervalo traria um time com uma linha de quatro defensiva, o técnico holandês coloca, misteriosamente, Besic no lugar de Tom Davies (?). Gosto do menino bósnio, não é um jogador “classe A” (nem B, talvez nem C), mas é bem esforçado e ontem não comprometeu no resultado. Mas o time continuou com o mesmo problema. Não passava do meio campo.

O jogo inteiro os azuis de Liverpool tomaram pressão dos azuis de Londres, que têm como maior característica o contra ataque. Foi um massacre.

O time se mostrou covarde. Teve medo de enfrentar o atual campeão. Nada explica uma apresentação tão medonha. O Chelsea tem um elenco melhor? Sim. Mas o Everton não deu sequer UM chute no alvo. É assustador ver a mentalidade minúscula que impera em toda a equipe, mesmo sendo um time forte.

A entrada de Calvert-Lewin deu um ânimo a mais, mas nada significativo, pois parecia jogar sozinho.

Apenas aos OITENTA E DOIS MINUTOS de jogo, Koeman cedeu ao óbvio e mudou o esquema tático. Saiu Jagielka e entrou Lennon. E advinha só? O time começou a jogar! Sim, óbvio, quem assistiu sabe que no fim de jogo, o Chelsea tirou o pé e cedia mais espaços, mas dificilmente os Toffees conseguiriam o “bom” final de jogo que fizeram se estivessem com o outro esquema.

Entendamos, o esquema com três zagueiros não é ruim em si. Não existe sistema tático que seja ruim por si mesmo. O problema é o contexto, a realidade da equipe que tenta jogar com tal esquema. Já ficou muito claro que o Everton não se apresenta bem com esse esquema. Por que a insistência, Koeman? Não é tão óbvio assim?

Perder para o Chelsea não é absurdo, mas da forma como foi é inadmissível. Assuma seus erros, Koeman e pare, por favor, de ser teimoso. 

sábado, 26 de agosto de 2017

Pré-Jogo: Chelsea x Everton (Premier League 2017/18, 3ª Rodada)


O Everton vai para o seu terceiro compromisso na Liga tendo somado quatro pontos nas duas primeiras rodadas. Uma vitória magra contra o Stoke em Goodison e um empate contra o City fora de casa. Mesmo tendo tido os três pontos nas mãos contra os citizens, a pontuação até aqui pode ser considerada satisfatória. Se seguir o mesmo plano de jogo da rodada anterior, Ronald Koeman não deverá lançar seu time ao ataque. Provavelmente, veremos o Everton mais uma vez jogando por uma bola.

Novidades das equipes

O Everton não contará com o lesionado Davy Klaassen mais uma vez. O meia só estará disponível novamente após a parada da data FIFA. Sandro Ramírez, que está no estágio final de recuperação de sua lesão, ainda é dúvida. Outra dúvida envolve a presença ou não de Idrissa Gana Gueye no jogo. O volante foi poupado no jogo da Liga Europa durante a semana por não estar bem fisicamente. Morgan Schneiderlin expulso contra o City está fora.

O Chelsea conta com a volta do suspenso Cesc Fabregas. Hazard ainda não está 100% e não deve ser relacionado.

Curiosidades

O Chelsea venceu sete dos últimos dez confrontos contra o Everton.

O Everton perdeu em apenas uma ocasião nas últimas onze vezes em que enfrentou o campeão de uma temporada anterior.

Wayne Rooney poderá marcar três vezes consecutivas pela Premier League. A última vez em que alcançou o feito foi em janeiro de 2016.

Escalações prováveis

Chelsea: Curtouis; Azpilicueta, David Luiz e Rudiger; Moses, Kanté, Fabregas e Alonso; Pedro, William e Morata.

Everton: Pickford; Keane, Williams e Jagielka; Holgate, Gana Gueye (Besic), Davies e Baines; Sigurdsson, Rooney e Calvert-Lewin.

Transmissão: ESPN Brasil (TV por assinatura) - 9h30 (horário de Brasília)

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Everton conhece seus adversários na fase de grupos da Europa League 2017/18


Na manhã de hoje (25), foi realizado o sorteio que definiu os grupos da UEFA Europa League. O Everton foi sorteado no Grupo E, juntamente com Lyon, Atalanta e Apollon Limassol. O sorteio completo pode ser visto aqui.

Steve Walsh, diretor de futebol do Everton, esteve presente em Mônaco para acompanhar o sorteio: "É uma grande oportunidade para mostrarmos nosso time na competição europeia. Espero que possamos avançar para a próxima fase", disse Walsh.

Confira as datas e horários dos confrontos desta fase de grupos:

14 de setembro: Atalanta x Everton - Mapei Stadium - 14h (horário de Brasília)
28 de setembro: Everton x Apollon - Goodison Park - 16h05 (horário de Brasília)
19 de outubro: Everton x Lyon - Goodison Park - 16h05 (horário de Brasília)
2 de novembro: Lyon x Everton - Parc Olympique Lyonnais - 16h (horário de Brasília)
23 de novembro: Everton x Atalanta - Goodison Park - 18h05 (horário de Brasília)
7 de dezembro: Apollon x Everton - GSP Stadium - 16h (horário de Brasília)

Não deixe de conferir o blog nos próximos dias, para o raio-x completo do Grupo E!

#COYB

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Pós-Jogo: Hajduk Split 1x1 Everton


Não foi com o brilho que o torcedor esperava, mas o Everton está na fase de grupos da UEFA Europa League, após empatar em 1 a 1 com o Hajduk Split, na Croácia. O sorteio que define os grupos da competição será realizado amanhã, às 8h (horário de Brasília), e o Everton está no pote 2. A divisão dos potes pode ser vista aqui.

Logo no primeiro minuto de partida, Besic aproveitou rebote de escanteio e chutou de primeira, mandando à direita do gol. A primeira chegada dos anfitriões ocorreu aos 17', quando Erceg recebeu na grande área e chutou cruzado, sem muito perigo. Dois minutos mais tarde, Martina cruzou para a área e encontrou Rooney, mas o cabeceio saiu fraco.

Aos 24 minutos, Calvert-Lewin fez jogada pela esquerda e conseguiu o cruzamento; a zaga afastou mal e Sigurdsson pegou de primeira, mas jogou à esquerda do gol. Três minutos depois, Memolla cruzou para a área e Erceg cabeceou por cima. 

No fim da primeira etapa, o Hajduk Split era melhor na partida. E aos 42 minutos, Radošević arriscou de fora da área e superou Pickford, marcando um golaço e recolocando os donos da casa definitivamente na disputa pela vaga.

Os Toffees voltaram para a segunda etapa com uma alteração: Lennon entrou no lugar de Lookman. Mas o gol do Everton saiu dos pés de um jogador que já estava em campo. Dez segundos após a saída de bola, Sigurdsson roubou a bola e chutou do meio de campo, encobrindo o goleiro Stipica e marcando um golaço, o primeiro dele com a camisa do Everton. 1 a 1. 


Precisando de três gols para se classificar, o Hajduk Split foi pra cima. Aos treze minutos, Hamza rolou para Radošević, que chutou novamente de fora da área e levou perigo ao gol de Pickford. Cinco minutos depois, Ashley Williams cometeu pênalti em Erceg. Said foi para a cobrança e Pickford escolheu o canto certo, praticando a defesa e mantendo a igualdade no placar.

Para renovar o fôlego da equipe, Koeman colocou Davies na vaga de Calvert-Lewin. Aos 27 minutos, Said recebeu cruzamento na área, fez o giro e chutou, à direita da meta. Aos 38', Rooney recebeu lançamento no campo de ataque e chutou forte, mas Stipica praticou a defesa. Nos últimos minutos, o Everton valorizou a posse de bola e garantiu o empate. Após o apito final, os jogadores agradeceram aos torcedores que viajaram até a Croácia.


O Everton volta a campo no próximo domingo (27), quando encara o Chelsea, em Stamford Bridge,  às 9h30 (horário de Brasília), pela terceira rodada da Premier League.

Estatísticas:


Hajduk Split
Everton
Posse de bola
41%
59%
Chutes
19
9
Chutes na meta
4
3
Escanteios
1
2
Faltas
8
15
Cartões amarelos
2
1
Cartões vermelhos
0
0

Melhores momentos (na voz de Rogerio Vaughan): 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Pré-Jogo: Hajduk Split x Everton (Uefa Europa League 2017/18, 4ª fase-Playoffs)



O Everton tem seu compromisso mais importante deste início de temporada marcado para esta quinta-feira. O jogo da volta contra o Hajduk Split em território croata definirá o futuro dos Toffees na Europa. A vantagem de 2x0 conseguida na ida é boa, e poderia ter sido maior, mas a equipe precisará continuar mostrando a sua solidez defensiva para conquistar a vaga.

Novidades das equipes

O Everton não contará com duas peças importantes recém chegadas ao clube. Davy Klaassen e Sandro Ramírez não viajaram com o elenco por estarem recuperando-se de lesões leves. Sandro, inclusive, tem chance de voltar já na rodada deste final de semana da Liga.

Curiosidades

Wayne Rooney tem trinta e nove gols marcados em competições europeias (todos pelo Manchester United).

O Hadjuk Split perdeu cinco de seus últimos seis confrontos contra equipes inglesas.

O Everton perdeu apenas um de seus últimos seis jogos disputados fora de casa em competições europeias.

Escalações prováveis

Everton: Pickford; Martina, Keane, Jagielka e Baines; Gana Gueye, Schneiderlin e Davies, Sigurdsson, Rooney e Calvert-Lewin.

Hajduk Split: Stipica; Rosa, Barry, Vlašić e Memolla, Radoševic, Juranović, Kožulj, Nižić, Savvas e Ohandza.

Transmissão: ESPN Brasil (TV por assinatura) - 16h00 (horário de Brasília)